Litoral Cidades

Prefeitura de Paranaguá aposta em capacitação para fortalecer turismo rural e atrair visitantes com apoio do Sebrae

O contrato com o Sebrae foi assinado pelo prefeito Marcelo Roque e pela secretária de Turismo Maria Angela.

Por Da Redação

02/06/2024 às 18:36:05 - Atualizado há

O contrato com o Sebrae foi assinado pelo prefeito Marcelo Roque e pela secretária de Turismo Maria Angela. Foto: Prefeitura de Paranaguá

A prefeitura de Paranaguá e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) firmaram um acordo, no dia 17 de maio, para fortalecer o turismo rural do município. Na ocasião, o prefeito Marcelo Roque (PSD) e a secretária de Cultura e Turismo, Maria Angela Plahtyn, assinaram um contrato com a instituição para promover capacitação aos empresários das Colônias, os quais trabalham com diversos públicos.

Essa ação tem como objetivo criar e desenvolver a governança local, qualificar a oferta e a marca do turismo da região, além de oferecer consultoria, diagnóstico e treinamento aos participantes. O valor para a contratação dos serviços foi orçado em R$ 125 mil. "É mais uma área da nossa cidade que receberá uma atenção especial para melhorar o turismo, pois essa é uma vocação natural da nossa região", declarou o prefeito.  

Já a secretária de Cultura e Turismo detalhou ao JB Litoral como serão realizados os trabalhos nas comunidades. Conforme ela, a capacitação dada aos empresários não se restringe apenas à preparação para receber os turistas, já que serão ofertados outros treinamentos pelo Sebrae.

"Fechamos um contrato para preparar o receptivo do turismo rural. A ideia é que o Sebrae articule e formate produtos turísticos, sejam eles passeios ou experiências. Então, o Sebrae vai conseguir orientar a operação do turismo rural, para que possam realizar um receptivo adequado ao turista e obter um fortalecimento, tornando-se, assim, autossuficientes", explicou Maria Angela.

Ela disse, também, que é necessário desenvolver ainda mais o trabalho feito pelas Colônias e identificar tendências para as atividades que ainda não são realizadas. "A ideia é potencializar as ações que já existem e encontrar as vocações para as que ainda não existem. Como comercializar esses produtos? Quem vai operar? Quem vai vender e divulgar? Então, é preciso também fazer um plano de mídia, para que tenhamos um turismo rural evidenciado, não só aqui em Paranaguá, mas de maneira geral", destacou.


TURISMO RURAL DURANTE O ANO TODO


A chefe da pasta de Cultura e Turismo não deixou de reforçar outros objetivos do programa. A intenção, conforme ela, é trabalhar durante os 12 meses com esse tipo de demanda. "Temos uma potencialidade no turismo rural. Vamos trabalhar nisso, para que tenhamos mais uma demanda gerada. A ideia é que aconteça durante o ano todo, já que esse tipo de turismo independe do frio ou calor na região", complementou.

Sobre o início das capacitações de 2024, que ainda não tem uma data definida, a secretária relatou que o Sebrae está estruturando o processo de treinamento, mas que o trabalho inicial, de coleta de informações, já foi realizado. "Já assinamos o contrato, então, agora, eles estão planejando as ações dentro da própria organização, para atuarem de forma direta. Já foi feito um trabalho prévio, de diagnóstico e escuta das comunidades. Com isso, o pessoal já sabe o que está acontecendo", acrescentou a secretária de Cultura e Turismo, Maria Angela Plahtyn.


CAPACITAÇÃO GERA EXPECTATIVA


Diante de inúmeros comerciantes inseridos no turismo rural, o JB Litoral encontrou Emmanuel Lehn Frare. O administrador de empresas, de 24 anos, trabalha no Restaurante e Chácara Flor da Serra, localizados na Colônia Visconde de Nácar, em Paranaguá. Ele conversou sobre a expectativa de participar da capacitação desenvolvida pelo Sebrae.

"A expectativa é boa. Pretendo participar da próxima capacitação. Isso é um reconhecimento do potencial que a nossa região tem e do que ela pode trazer para Paranaguá e todo o Litoral, que são áreas de lazer e entretenimento", disse o comerciante.

Emmanuel já participou de um projeto de capacitação do Instituto do Desenvolvimento Rural do Paraná, entre os anos de 2022 e 2023, que também tinha como objetivo intensificar o turismo rural nos municípios. "Foi um curso que acrescentou bastante, trazendo ideias de como administrar o negócio, mostrando o grande leque que é o turismo rural; além das possibilidades que temos, dentro de uma propriedade, para poder gerar renda. Então estamos ansiosos para continuar nos aperfeiçoando e melhorando nossas potencialidades", concluiu.

Restaurante e Chácara Flor da Serra, da família de Emmanuel Lehn Frare, ficam localizados na Colônia Visconde de Nácar. Foto: Arquivo pessoal/Emmanuel Lehn Frare
Restaurante e Chácara Flor da Serra, da família de Emmanuel Lehn Frare, ficam localizados na Colônia Visconde de Nácar. Foto: Arquivo pessoal/Emmanuel Lehn Frare

Fonte: JB Litoral
Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Jornalista Luciana Pombo

© 2024 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo
Acompanhantes GoianiaDeusas Do Luxo