Educação Centro de Ciências Biológicas

Prefeitura do Campus faz mutirão de limpeza para retorno das aulas presenciais

Por Da Redação

10/01/2022 às 18:47:12 - Atualizado h√°

Ele explica que o contrato com a empresa terceirizada prevê limpeza dos espaços, além do abastecimento dos sanitários. O Prefeito em exercício acredita que, a partir do início das aulas, com a divisão das equipes em dois turnos, será possível atender toda a demanda da comunidade universitária. Segundo Daniel, além do pessoal terceirizado, a PCU ainda conta com os servidores antigos do setor de zeladoria, que permanecem nos Centros e nas demais unidades. Inicialmente, os espaços serão higienizados uma vez ao dia, com a manutenção sendo feita pelos servidores da Prefeitura.

“A equipe terceirizada passará em todos os Centros diariamente para realizar a higienização. Os centros continuarão com os servidores. No caso de necessidade de retorno e de reforço da limpeza, os Centros poderão contatar a divisão de zeladoria da Diretoria de Serviços da Prefeitura”, explica.

Demais espaços – Além das equipes que atenderão ao Campus, outros 13 servidores deverão atuar exclusivamente no Restaurante Universitário (RU), para realizar a higienização daquele espaço, incluindo os sanitários. O prefeito em exercício explica ainda que está sendo estudado o deslocamento de equipe para atender órgãos suplementares da Universidade, localizados no centro e na região Leste de Londrina. É o caso do Museu Padre Carlos Weiss, Casa de Cultura, Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos (EAAJ), Centro de Educação Infantil do Hospital Universitário (HU) e Centro de Ciências da Saúde (CCS), anexo ao HU.

Outro trabalho que está sendo realizado paralelamente nesta fase do ano é a manutenção da área externa com vistas à prevenção à dengue. A ação envolve o Grupo de Trabalho de Vigil√Ęncia e Controle de Aedes na UEL (GT Aedes) e a Prefeitura do Campus Universitário (PCU), com objetivo de mobilizar a comunidade universitária para o combate efetivo ao Aedes aegypti na UEL. Segundo o Prefeito do Campus em exercício, as equipes atuam de acordo com as orientações do Grupo de Trabalho.

O GT tem a participação do professor João Zequi, do Departamento de Biologia Animal e Vegetal, do Centro de Ciências Biológicas (CCB). Em toda a área do Campus estão instaladas ovitrampas, armadilhas que demonstram se há presença das fêmeas do mosquito e se elas depositam os ovos. O que ocorre é que há a eliminação das larvas ali mesmo, na armadilha, impedindo a evolução para o desenvolvimento do mosquito.

Fonte: O Perobal
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo