Sa√ļde Coronav√≠rus

Avanço da covid ameaça serviços essenciais nos Estados Unidos

Por Correio 24 Horas

09/01/2022 às 10:39:37 - Atualizado h√°

A atual explos√£o de infec√ß√Ķes por coronav√≠rus alimentadas pela variante Ômicron nos Estados Unidos tem causado um colapso nos servi√ßos b√°sicos, em uma demonstra√ß√£o clara de que a covid-19 continua alterando a vida mesmo após dois anos de pandemia. Na sexta-feira, o pa√≠s registrou 894.490 contamina√ß√Ķes chegando a 59,4 milh√Ķes de infec√ß√Ķes, com 835 mil mortes.

"Isso realmente lembra a todos o come√ßo da pandemia, quando houve grande ruptura em todas as partes de nossa vida", disse Tom Cotter, diretor do Project HOPE - uma organiza√ß√£o internacional de assist√™ncia médica fundada nos Estados Unidos em 1958. "A triste realidade é que n√£o h√° como prever o que acontecer√° a seguir até que aumentemos os n√ļmeros da vacina√ß√£o em todo o mundo".

Socorristas, hospitais, escolas e reparti√ß√Ķes p√ļblicas t√™m conseguido manter ainda que de forma prec√°ria o trabalho, mas ninguém sabe por quanto tempo.

Hospitais
No Condado de Johnson, no Kansas, paramédicos trabalham 80 horas por semana. As ambul√Ęncias frequentemente s√£o for√ßadas a alterar o trajeto quando s√£o avisadas que a unidade est√° lotada, o que confunde os parentes, que j√° rumavam para determinado local. Quando os ve√≠culos chegam ao novo destino, pacientes que deveriam ir direto para a emerg√™ncia acabam em salas de espera porque n√£o h√° leitos.

Steve Stites, diretor médico do Hospital da Universidade de Kansas, disse que instala√ß√Ķes médicas foram atingidas por um "golpe duplo". O n√ļmero de pacientes com covid19 na sua unidade aumentou de 40, em 1.¬ļ de dezembro, para 139 na sexta-feira, 7. Ao mesmo tempo, mais de 900 funcion√°rios adoeceram ou aguardam os resultados dos exames - 7% dos 13,5 mil trabalhadores do hospital.

"A minha esperan√ßa, e vamos cruzar os dedos, é que à medida em que se atinge o pico de casos, haja a mesma queda r√°pida que vimos na África do Sul", disse Stites. "Mas nós n√£o sabemos disso. É apenas uma hipótese".

Segurança
Os exemplos se espalham pelos EUA. Em Los Angeles, pelo menos 800 policiais e bombeiros foram afastados por causa do vírus na quinta-feira, 6, o que tem atrasado o atendimento de ocorrências.

Na cidade de Nova York, autoridades tiveram de reduzir a coleta de lixo e alterar a circula√ß√£o do metrô por causa de uma debandada de pessoal alimentada pelo v√≠rus.

A Autoridade de Transporte Metropolitano disse que cerca de um quinto dos operadores e condutores de metrô (por volta de 1,3 mil trabalhadores) n√£o apareceram no servi√ßo nos √ļltimos dias. Quase um quarto dos funcion√°rios do Departamento de Saneamento da cidade também estava doente na quinta-feira, disse o respons√°vel pelo setor, Edward Grayson. "Est√° todo mundo trabalhando 24 horas por dia", disse Grayson.

Educação
Enquanto isso, escolas de todo o pa√≠s tentam manter o ensino presencial, apesar das faltas maci√ßas de professores. Em Chicago, um impasse entre o dire√ß√£o de ensino e o sindicato dos professores sobre o retorno do ensino presencial e os protocolos de seguran√ßa para mant√™-las levou ao cancelamento das aulas nos √ļltimos tr√™s dias da semana passada. Em San Francisco, quase 900 profissionais de educa√ß√£o foram afastados na quinta-feira, 6.

As informa√ß√Ķes s√£o do jornalO Estado de S. Paulo.

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo