Entretenimento Compras

Facebook é multado em R$ 385 milhões em investigação sobre concorrência após compra da Giphy

Por Olhar Digital

20/10/2021 às 09:58:59 - Atualizado há
Olhar Digital

Definitivamente o Facebook não está em seus melhores dias. Recentemente, a empresa viu o vazamento de diversos documentos e pesquisas internas, que colocaram em xeque a criação de um possível Instagram para crianças, e ainda boatos sobre uma suposta troca de nome. Agora, o Facebook foi multado no Reino Unido após manobras consideradas ilegais durante a compra da Giphy.

Em maio do ano passado, o Facebook comprou a empresa de criação e compartilhamento de GIFs, é especulado que o valor da aquisição tenha girado em torno de US$ 400 milhões. No entanto, a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) do Reino Unido está apurando se a compra e a fusão da plataforma com o Instagram está reduzindo a concorrência no mercado.

Agora, o CMA anunciou que está aplicando uma multa de US$ 69,6 milhões (cerca de R$ 385 milhões em conversão direta) ao Facebook pela falta de cooperação da gigante durante as investigações sobre a compra da Giphy. A empresa é acusada de ter limitado o alcance da apuração mesmo após "diversos avisos".

Investigação sobre a compra da Giphy pelo Facebook

"Esta é a primeira vez que o CMA descobre que uma empresa violou uma [ordem] ao se recusar conscientemente a relatar todas as informações necessárias", disse o CMA em um comunicado à imprensa.

Em nota, o Facebook se defendeu e alegou que colaborou com as autoridades durante as investigações da compra da Giphy. "Discordamos veementemente da decisão injusta do CMA de punir o Facebook por uma abordagem de conformidade de melhor esforço, que o próprio CMA acabou aprovando. Iremos revisar a decisão do CMA e considerar nossas opções", disse a rede social.

Ainda não há uma decisão final do CMA sobre se a aquisição da plataformas de GIFs é considerada ilegal. "A aquisição de Giphy pode fazer com que o Facebook retire GIFs de plataformas concorrentes ou exija mais dados do usuário para acessá-los. Isso também remove um potencial desafiador para o Facebook", explicou Stuart McIntosh, um dos líderes da investigação. O caso segue em andamento.

Fonte: Olhar Digital
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2021 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo