Sa√ļde

Brasileiro participa de pesquisa de tratamento de câncer de próstata

Por Agência Brasil

19/06/2021 às 19:25:45 - Atualizado h√°
Agência Brasil

A Terapia?Fotodin√Ęmica com?Alvo?Vascular (VTP, na sigla em ingl√™s)?tem dado esperan√ßa a pacientes com c√Ęncer de próstata em baixo risco. Além de barrar a oxigena√ß√£o da √°rea tratada, o tratamento estimula?o?sistema?imunológico?contra o c√Ęncer e mantém baixa toxicidade localizada, em contraponto aos demais tratamentos focais, que possuem toxicidade?local?maior e n√£o preservam o órg√£o.

O estudo do Memorial Sloan-Kettering?Cancer?Center (MSKCC), de Nova York, que come√ßou h√° 13 anos, atualmente est√° na fase 2b. A terapia utiliza a subst√Ęncia chamada de?Padeliporfina?(WTS11, na sigla em ingl√™s) como?agente fotossensibilizante para eliminar o tumor com uma ou no m√°ximo duas sess√Ķes.

O urologista brasileiro e pesquisador visitante do MSKCC Lucas Nogueira, que participa do estudo, disse que a subst√Ęncia, derivada da clorofila, é injetada na corrente sangu√≠nea do paciente com a exposi√ß√£o de laser infravermelho na √°rea a ser tratada provocando um infarto local. A regi√£o deixa de receber oxigena√ß√£o e em horas j√° come√ßa a ocorrer destrui√ß√£o do tecido iluminado. O tratamento é feito apenas no quadrante onde est√° o tumor, preservando o restante da próstata.

Resultados

O médico disse que os resultados s√£o bastante promissores, j√° que as op√ß√Ķes existentes atualmente para o tratamento do c√Ęncer de próstata ainda t√™m riscos de incontin√™ncia urin√°ria e de impot√™ncia, o que n√£o ocorreu com a VTP. "Isso pra gente, no contexto, é uma coisa muito boa, porque consegue tratar o c√Ęncer desses pacientes com uma terapia minimamente invasiva, com alta no mesmo dia, se for o caso, e recupera√ß√£o muito r√°pida e com n√≠vel de efeito colateral muito baixo", disse o urologista Lucas Nogueira em entrevista à Ag√™ncia Brasil.

Após a alta, o paciente n√£o deve se expor ao sol por tr√™s dias e deve se hidratar para elimina√ß√£o da droga pela urina.

Após 12 meses, 83% dos tratados n√£o tinham c√Ęncer de grau 4 ou 5 de Gleason, que s√£o padr√Ķes mais agressivos da doen√ßa, incluindo 92% dos pacientes que realizaram duas sess√Ķes do tratamento. Entre os 50 homens tratados, 46 foram avaliados até os 12 meses. Dos quatro que n√£o conclu√≠ram o estudo, um teve falha do tratamento, dois recusaram a biópsia de 12 meses e um morreu de covid-19.

O estudo submeteu os pacientes aos questionários de padrão internacional para avaliação da continência (IPSS, na sigla em inglês) e da potência sexual (IIEF-15, na sigla em inglês). Efeitos adversos foram registrados em 12% dos pacientes, na sua grande maioria leves, sendo que todos foram resolvidos em três semanas.

Lucas Nogueira disse que a terapia j√° é aprovada na Europa, em Israel e no México para o c√Ęncer de próstata de baixo risco desde 2016. Agora, est√° em busca de aprova√ß√£o para o tratamento em pacientes de risco intermedi√°rio.

Fase 3

A equipe do?Memorial Sloan-Kettering?Cancer?Center?est√° finalizando a reda√ß√£o do estudo para ser publicado nos próximos meses e os médicos j√° est√£o elaborando os protocolos para o in√≠cio da fase 3. O médico informou que os estudos dependem de patrocinadores e a fase 2b tem apoio da farmac√™utica Steba.

Lucas Nogueira espera que a continuidade da pesquisa com a fase 3 seja realizada em um per√≠odo de quatro anos com 300 pacientes. "É um estudo mais longo que precisaria de quatro anos para ter resultados", observou.

O urologista torce para que a terapia seja aprovada também no Brasil. "Eu gostaria muito, se tiver a fase 3, de levar para o Brasil. Acho que seria muito bom para o brasileiro", disse.

Casos avançados

O urologista revelou que os pesquisadores j√° est√£o planejando testar a terapia em casos mais avan√ßados no futuro. "J√° estamos desenhando para pacientes de alto risco", disse, acrescentando que os estudos devem avan√ßar também para o tratamento do c√Ęncer urotelial do trato superior, de bexiga, esôfago, p√Ęncreas e pulm√£o. "Existe uma perspectiva muito boa com resultados preliminares no pulm√£o. Pode ser o próximo, mas é bem preliminar ainda", completou.

Casos

De acordo com o Instituto Nacional do C√Ęncer (Inca), no Brasil o c√Ęncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, ficando atr√°s apenas do c√Ęncer de pele n√£o-melanoma. A estimativa do instituto para novos casos é de 65.840 em 2020. Em 2019 foram 15.983, conforme o Atlas de Mortalidade por C√Ęncer. A taxa de incid√™ncia é maior nos pa√≠ses desenvolvidos em compara√ß√£o aos pa√≠ses em desenvolvimento.

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2021 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo