Litoral Manchete

Lanços rendem cinco toneladas de tainha em Barrancos e Shangri-lá

É temporada de tainha no litoral sul do Brasil e os pescadores de Pontal do Paraná seguem a tradição da pesca coletiva artesanal, chamada de lanço (arremesso, peixes apanhados de uma vez só).

Por Da Redação

29/05/2024 às 20:58:08 - Atualizado há

É temporada de tainha no litoral sul do Brasil e os pescadores de Pontal do Paraná seguem a tradição da pesca coletiva artesanal, chamada de lanço (arremesso, peixes apanhados de uma vez só). Na manhã de quarta (29) a captura de grandes quantidades do pescado, quase cinco toneladas, foi registrada nos balneários Barrancos e Shangri-lá.

O prefeito Rudão Gimenes comemorou o sucesso dos caiçaras e gravou um vídeo mostrando a grande quantidade de peixes capturados. O feito foi obtido pelas canoas dos pescadores Fico (embarcados com ele Maíco e Alex) em Barrancos; e em Shangri-lá pelos pescadores Paulo e Lucas (embarcado Buil). Outros pescadores também tiveram sucesso nessa primeira aparição do frio e das tainhas.

Com tanta generosidade do mar, quem visita as comunidades pesqueiras ou as bancas espalhadas pela orla da cidade nessa época do ano (maio, junho e julho) encontra tainha fresca a preços atraentes. Em 21 de junho de 2023, pescadores pontalenses chegaram a capturar, num único lanço, oito toneladas de tainha, o que indica que o melhor da temporada ainda está por vir.

LANÇO: O lanço é o trabalho conjunto dos pescadores, uma espécie de mutirão que facilita a captura devido ao peso da grande quantidade de tainha nas redes, que exige força de vários homens para puxá-las. Uma vez na areia da praia, a separação e a distribuição do pescado também são feitas em conjunto. A cada lanço são dezenas de quilos de tainha capturados, às vezes toneladas.

Nos balneários de Pontal do Paraná, caiçaras pescam de forma artesanal como seus antepassados. Alguns ficam meses acampados à beira-mar para não perder tempo algum quando chega o aviso do "espia", pescador experiente que vigia o movimento dos cardumes. Então usam canoas a remo, sem motor, e lançam suas redes em círculos para cercar o cardume em áreas pouco profundas. Cada pescador cuida de uma parte da rede. Outros vão ao centro da roda e batem na água. Os peixes que tentam fugir são capturados. Quem pesca mais reparte com quem pesca pouco e quem ajuda a puxar as redes (incluindo alguns curiosos e até turistas que fazem alguma força no final da operação) ganham um peixe.

4º Festival da Gastronomia Caiçara

A tainha é o principal pescado que, após seco e defumado, passa a ser chamado de "cambira", prato típico de Pontal do Paraná. Entre os dias 5 de junho e 5 de julho a cidade realizará o 4º Festival da Gastronomia Caiçara, quando vários restaurantes servem frutos do mar e disputam o título de um concurso que tem a cambira como atração principal.

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2024 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo
Acompanhantes GoianiaDeusas Do Luxo