Geral Últimas Notícias

Petroleiros denunciam alimentação precária em plataforma no Norte Fluminense

O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) recebeu a denúncia sobre um surto de intoxicação alimentar que afetou mais de 30 trabalhadores da plataforma P-53, operada pela Petrobras, na quinta-feira (2).

Por Da Redação

15/05/2024 às 17:08:29 - Atualizado há
Foto: Brasil de Fato

O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) recebeu a denúncia sobre um surto de intoxicação alimentar que afetou mais de 30 trabalhadores da plataforma P-53, operada pela Petrobras, na quinta-feira (2). De acordo com relatos divulgados pelo sindicato, a situação foi agravada pela persistência de problemas nas condições de higiene e segurança alimentar, evidenciando falhas no serviço de hotelaria da plataforma.

Leia também: O que é a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e o que falta para ela estar mais presente?

As denúncias, segundo informações do Sindipetro- NF, incluem casos de alimentos impróprios, como carne estragada e ovos deteriorados servidos nas refeições dos trabalhadores, além de falhas nos equipamentos de refrigeração e falta de embalagens e utensílios adequados. A higiene deficiente, com camarotes sujos e infestações de insetos em áreas de alimentação, também foi relatada, assim como problemas nos sistemas de vacu-flush, gerando desconforto e riscos à saúde dos trabalhadores.

O aumento da demanda por atendimento de saúde devido a esses problemas levou até mesmo ao desembarque de uma enfermeira por exaustão. O Sindipetro-NF formalizou uma denúncia por meio de ofício às gerências da Petrobras, exigindo ações imediatas para corrigir essas questões graves.

No ofício, o sindicato demandou que a empresa emita Comunicações de Acidente de Trabalho (CATs) para todos os trabalhadores afetados pela intoxicação alimentar; emita CAT para a enfermeira desembarcada por exaustão; abra uma comissão de investigação do surto, convidando o sindicato para participar; cumpra o Parágrafo 6° da Cláusula 76 do Acordo Coletivo de Trabalho em Cabiúnas, garantindo qualidade na alimentação para todos os trabalhadores; marque uma reunião urgente para discutir e implementar ações para melhorar a qualidade da alimentação na plataforma e demais bases da Petrobras.

Reuniões gerais

Na última sexta-feira (10), a diretoria colegiada do Sindipetro-NF decidiu indicar para a categoria petroleira, embarcada em plataformas de petróleo da sua base sindical, a realização de reuniões gerais por unidade para aprovação de um manifesto da entidade sobre alimentação e hotelaria, assim como elaboração de um relatório sobre as atuais condições de habitabilidade por plataforma.

"O sindicato tem denunciado a gravidade da situação de diversas plataformas, onde trabalhadores encontram comida estragada, cozinhas sem higiene, falta de produtos e banheiros em condições degradadas. Ainda que um diálogo com representantes da empresa esteja sendo mantido em busca de soluções para estes problemas, o Sindipetro-NF entende que a resolução deve ser mais célere e mais compatível com a gravidade do problema", disse em nota.

Na reunião, o sindicato indicou que em cada unidade marítima seja feita a leitura e aprovação do manifesto produzido pela entidade e respondido o levantamento da situação a bordo sobre saúde, higiene e alimentação.

Posição da Petrobras

Por meio de nota, a Petrobras informou que está ciente das questões apontadas pelos trabalhadores de algumas plataformas no Norte Fluminense e que criou uma "sala de soluções" para acompanhar os problemas. Confira a nota na íntegra:

A Petrobras informa que mobilizou diversas áreas da empresa e criou uma Sala de Soluções a fim de resolver os problemas de fornecimento de suprimentos de algumas plataformas da Bacia de Campos (RJ), a partir de dificuldades com contratos de hotelaria offshore.

O grupo tem trabalhado com o objetivo de garantir a qualidade dos produtos que estão sendo embarcados, nas dificuldades das prestadoras de serviços e buscado alternativas efetivas de melhoria da qualidade e eficiência dos serviços prestados.

Como exemplo de resultado destas medidas contingenciais, foi reforçada a inspeção de rancho nos canteiros das empresas de hotelaria offshore. Esta ação é eficaz por não permitir o embarque de produtos fora de especificação, que ao serem descartados em terra, evita o potencial risco sanitário destes itens para as equipes de bordo.

A Petrobras está empenhada na transparência e mantém seu compromisso e sua responsabilidade de cuidar do bem-estar de seus trabalhadores a bordo das plataformas.

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2024 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo
Acompanhantes Goiania