Geral ana maria braga

Filhas de Palmirinha relatam momentos finais da mãe, e Ana Maria Braga cai no choro

A apresentadora Ana Maria Braga não conteve a emoção ao falar ao vivo no "Mais Você" com as três filhas de Palmirinha Onofre, Sandra, Tânia e Nancy.

Por Da Redação

08/05/2023 às 13:52:35 - Atualizado há

A apresentadora Ana Maria Braga não conteve a emoção ao falar ao vivo no "Mais Você" com as três filhas de Palmirinha Onofre, Sandra, Tânia e Nancy. A culinarista morreu neste domingo, 7, aos 91 anos, em decorrência de agravamento de problemas renais crônicos. O velório acontece nesta segunda-feira, 8, no Cemitério do Morumby, em São Paulo, até às 17h. Na atração matinal, Tânia disse que ela e as irmãs estão em paz com a partida da mãe. "Ela sofreu muito nesses últimos dias, ela sentia muitas dores e o que a gente estava pedindo era que Deus a levasse e que ela ficasse em paz também", comentou. "Nesses momentos, quem dava força para gente era ela e nós não tínhamos ela para nos dar força. Encontramos essa força através de todos os amiguinhos do Brasil, que nos mandaram tantas mensagens lindas." Emocionada, a apresentadora declarou: "Ela tinha uma aparência de vovózinha, mas, para mim, é uma das mulheres mais fortes que eu conheci ao longa da vida toda."

Tânia contou a Ana Maria que nos períodos de lucidez que Palmirinha teve na última semana, o único momento que ela sorria era na hora do "Mais Você": "A gente adorava ver esse sorriso que ela dava quando ela te via. Ela te amava muito, saiba disso". Sandra aproveitou o momento e agradeceu a apresentadora. "Sou muito grata a você, Ana, por tudo o que você fez por ela e continuava fazendo", declarou. "Todo o crescimento dela veio a partir de você a partir da chance que você deu para ela no 'Note e Anote'. Foi muito importante para ela." Ana Maria não conteve as lágrimas e, chorando, falou: "Ela não era minha amiguinha, ela era minha amigona, porque ficava sempre muito orgulhosa quando eu via a Palmirinha, batia palma. Às vezes, ela tinha alguma dúvida, ligava, contava um pouco os perrengues, porque perrengue todo mundo tem ao longo da vida, mesmo a gente estando em lugares que as pessoas pensam que é tudo só flores, então a gente se falava bastante. Ela sempre foi muito forte. Amo a Palmirinha do fundo do meu coração e tenho uma admiração imensa pela mulher que ela foi".

Fonte: Jovem Pan
Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Jornalista Luciana Pombo

© 2024 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo
Acompanhantes GoianiaDeusas Do Luxo