Polícia Maringá

Golpistas online em Maringá: Veja os principais golpes aplicados na internet

Por GMC Online

09/01/2022 às 07:38:30 - Atualizado h√°
Foto: Reprodução/Imagem Ilustrativa/Agência Brasil


Mais do que nunca, os golpistas est√£o online. Cerca de seis em cada dez inquéritos abertos na Delegacia de Estelionato em Maring√° est√£o relacionados a golpes na internet.

O golpe do perfil falso de WhatsApp é o mais conhecido. Outro golpe bastante aplicado é o do falso intermediador de ve√≠culo. E um tipo novo de estelionato virtual é a rede social hackeada. Saiba como se prevenir.

Desde o início da pandemia, com mais gente dentro de casa ou resolvendo tudo pelo computador, os golpes na internet se tornaram mais comuns. A Delegacia de Estelionato de Maringá alerta a população sobre os riscos de navegar e fazer compras na internet.

Um comportamento arriscado é cadastrar dados pessoais em sites ou perfis. O internauta tem o costume de escolher senhas muitas parecidas, às vezes a mesma que usa para acesso a redes sociais ou servi√ßos. Os golpistas podem utilizar essas informa√ß√Ķes para invadir, hackear e lesar os consumidores.

Mais de 60% dos inquéritos abertos na Delegacia de Estelionato de Maring√° s√£o de golpes na internet, aplicados no ambiente virtual, diz o delegado Fernando Garbelini.

"O que ocorre é que desde o in√≠cio da pandemia as pessoas passaram a fazer muitas compras online, pagamentos online e pessoas que n√£o eram muito familiarizadas com essas tecnologias, passaram a ser v√≠timas desses golpistas, justamente por conta dessa falta de habilidade com essas tecnologias", afirma Garbelini.

"Os principais golpes que representam cerca de 60%, 70% de tudo o que é registrado, s√£o princialmente o perfil falso do whatsapp, a rede social hackeada que é um golpe novo, que h√° uns tr√™s meses vem surgindo, e também é importante destacar o falso intermediador de vendas de ve√≠culos, que vem causando muitos preju√≠zos para as pessoas aqui da cidade"., complementa o delegado.

A rede social hackeada, como o delegado disse, é um golpe novo na pra√ßa e as v√≠timas relataram que preencheram cadastro criando login e senha. " A rede social hackeada, as pessoas tomam a conta do facebook ou do instagram de uma pessoa, e passam a anunciar produtos nessa rede social se passando pela pessoa, e a partir da√≠, os seguidores e amigos dessa pessoa se interessam pelos produtos e fazem depósitos acreditando que est√£o comprando os produtos dos amigos e dessas pessoas. Normalmente as pessoas que tem essas contas hackeadas, relataram que foram atra√≠das [?], e foram instru√≠dos a preencher algum cadastro, e nesse cadastro criaram perfil e senha [?]".

O falso intermediador de ve√≠culo n√£o é um golpe novo, mas continua fazendo v√≠timas. S√£o dezenas de casos na Delegacia de Estelionato.

Os golpistas se aproveitam de uma certa gan√Ęncia das v√≠timas, que seriam beneficiadas com lucro na compra e na venda de um bem. " Normalmente o bandido consegue o telefone da v√≠tima em sites de vendas e afirma para a v√≠tima que tem interesse no bem oferecido e pede que a pessoa tire o an√ļncio da plataforma. A partir da√≠ o bandido cria um novo an√ļncio, com as fotos do bem da v√≠tima, mas com valor bem abaixo do pre√ßo praticado no mercado, o que desperta o interesse de outras v√≠timas", afirma o delegado.

"Com a v√≠tima interessada em vender o bem, o bandido diz que vai comprar e vai pagar uma d√≠vida que ele possui com alguém e pede sil√™ncio no momento de apresentar o bem para a outra v√≠tima, prometendo um lucro financeiro. A v√≠tima interessada em comprar também é orientada a manter sil√™ncio, que com isso vai ganhar um desconto. Com todo esse enredo, onde as duas v√≠timas s√£o enganadas, mas de certa forma imaginam que est√£o ganhando, o bandido fornece uma ou algumas contas para o comprador depositar o valor do bem. Com a transfer√™ncia, o bandido ainda orienta as pessoas a irem a um cartório, preencherem recibo, para dar mais veracidade ao golpe", complementa.

"Quando as v√≠timas percebem o golpe, o recibo j√° foi preenchido, o valor depositado e o bandido j√° sacou esses valores. Nessa situa√ß√£o, nossa orienta√ß√£o é que as pessoas mantenham o m√°ximo de di√°logo na hora de comprar, jamais manter sil√™ncio nas negocia√ß√Ķes e só depositar ou transferir dinheiro para a conta do vendedor do bem", conclu√≠ o delegado.

O golpe do perfil falso de WhatsApp é mais conhecido. O dono do n√ļmero n√£o é lesado diretamente, mas conhecidos podem receber mensagens de golpistas com a história de troca de n√ļmero de telefone, seguida de um pedido de ajuda. Neste caso, a orienta√ß√£o é desconfiar de pedidos de dinheiro e nunca fazer depósitos solicitados e ligar para o n√ļmero original do contato que voc√™ tem.

Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.

Fonte: GMC Online
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo