Sa√ļde Vacina√ß√£o contra o Coronav√≠rus

Educadores físicos e mais 13 categorias profissionais são incluídas como prioridade na vacinação contra a Covid-19 no Paraná

Por Reportagem: David Musso

10/06/2021 às 19:36:39 - Atualizado h√°
BandNews

Os profissionais de educa√ß√£o f√≠sica foram inclu√≠dos pela Secretaria de Estado da Sa√ļde num dos grupos priorit√°rios para receber a vacina contra a Covid-19. Eles passaram a ser considerados pela pasta como profissionais da √°rea da sa√ļde, ao lado de outras classes como farmac√™uticos, médicos veterin√°rios, dentre outros, que devem receber a dose a partir da amplia√ß√£o do grupo priorit√°rio.

Na semana passada (02/06), a SESA emitiu uma recomenda√ß√£o para que as prefeituras que j√° conclu√≠ram a vacina√ß√£o dos profissionais da linha de frente do combate à Covid-19, passem a vacinar os profissionais menos expostos ao v√≠rus. A nova determina√ß√£o inclui como prioridade assistentes sociais, biólogos, biomédicos, farmac√™uticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, enfermeiros, médicos, veterin√°rios, nutricionistas, odontólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais, além dos próprios profissionais de educa√ß√£o f√≠sica.

Para ter direito à vacina, o profissional precisa estar inscrito no conselho regional de sua categoria profissional. A recomenda√ß√£o da SESA n√£o exige a comprova√ß√£o do exerc√≠cio da profiss√£o, o que pode possibilitar que pessoas que n√£o estejam efetivamente trabalhando na √°rea, recebam a dose do imunizante.

Como se trata de uma recomenda√ß√£o, as prefeituras dos 399 munic√≠pios do estado t√™m autonomia para decidir se acatam ou n√£o a amplia√ß√£o do grupo priorit√°rio dos profissionais da da sa√ļde, sugerida pela SESA. Cabe também aos Executivos municipais, decidir sobre o cronograma e os documentos exigidos no momento da aplica√ß√£o.

A Prefeitura de Curitiba iniciou nesta quinta-feira (10), a convoca√ß√£o dessas 14 categorias profissionais recomendadas pela SESA, para que fa√ßam o cadastro no aplicativo Sa√ļde J√°. A vacina√ß√£o para esse grupo priorit√°rio ser√° por agendamento e o profissional ser√° convocado pelo aplicativo, para receber a dose. O atendimento vai acontecer de forma exclusiva no Pavilh√£o da Cura, no Parque Barigui.

A prefeitura de Curitiba diz que n√£o vai realizar nenhum tipo de controle, se a pessoa est√° ou n√£o exercendo a profiss√£o. A Secretaria Municipal de Sa√ļde diz que vai exigir apenas um documento de identifica√ß√£o com foto, no momento da vacina√ß√£o; e que vai conferir se o nome da pessoa consta na lista disponibilizada pelos conselhos das categorias profissionais. A falta de controle do efetivo exerc√≠cio da atividade profissional, revela uma distin√ß√£o na vacina√ß√£o de trabalhadores dos grupos priorit√°rios na cidade. Os professores da educa√ß√£o b√°sica que est√£o atualmente desempregados, n√£o puderam receber a vacina contra a Covid-19 em Curitiba, pois a prefeitura exigia uma declara√ß√£o do empregador do professor, no momento da vacina.



Fonte: Bandnews
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2021 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo