Política Notícias

Oposição pede ao STF apreensão de celular da Petrobras que pode incriminar Bolsonaro

Por Metro

28/06/2022 às 01:05:41 - Atualizado há
A oposição decidiu pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Ministério de Minas e Energia a guarda do celular do ex-presidente da Petrobras Roberto Castello Branco e a preservação das mensagens trocadas entre ele e o presidente Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada pelo blog Valdo Cruz, do portal G1.

O pedido ocorre após notícias de que, durante conversa em um grupo, Castello Branco afirmou que o aparelho contém mensagens que podem incriminar Bolsonaro.

Neste fim de semana, num grupo de conversas intitulado "Economistas do Brasil", Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras, e Rubem Novaes, ex-presidente do Banco do Brasil, conversaram sobre a estatal. Cobrado por Novaes sobre críticas que teria feito ao governo, Castello Branco respondeu:

"Se eu quisesse atacar o Bolsonaro, não foi e não é por falta de oportunidade. Toda vez que ele produz uma crise, com perdas de bilhões de dólares para seus acionistas, sou insistentemente convidado pela mídia para dar minha opinião. Não aceito 90% deles (convites) e, quando falo , procuro evitar ataques".

Em seguida, Roberto Castello Branco falou sobre seu celular corporativo usado quando era presidente da estatal. "No meu celular corporativo tinha mensagens e áudios que podem incriminá-lo. Fiz questão de devolver intacto para a Petrobras", diz ele.
Fonte: Metro
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: [email protected] / 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo