Geral sem categoria

Tombense empata com Náutico nos acréscimos em dia de polêmicas na Série B

Por Da Redação

26/06/2022 às 14:50:12 - Atualizado há

Em mais um jogo com arbitragem polêmica no futebol brasileiro, Tombense e Náutico ficaram no empate por 1 a 1 na manhã deste domingo, no estádio Soares de Azevedo, pela 14ª rodada da Série B. O time pernambucano contestou muito a expulsão do goleiro Lucas Perri e o pênalti convertido por Ciel, já nos minutos finais do embate.

O novo tropeço, quarto seguido na competição, deixou o Náutico na zona de rebaixamento, com 14 pontos, mesma pontuação do Ituano, o primeiro fora do descenso. O Tombense, que não perde há seis jogos, ficou em sexto, com 20. Em quarto, o Grêmio soma 22.

Com Victor Ferraz atuando como armador, ao lado de Jean Carlos, o Náutico começou melhor o primeiro tempo e criou boas oportunidades de gol, a primeira com o próprio camisa 10, que jogou muito próximo ao gol de Felipe Garcia. O Tombense respondeu na bola parada. Renatinho aproveitou o cruzamento e cabeceou para fora.

O Náutico continuou mais envolvente e abriu o placar aos 37 minutos. Após cobrança de escanteio, João Paulo cabeceou para grande defesa de Felipe Garcia. No rebote, Amarildo, ex-jogador do próprio Tombense, jogou no fundo das redes. O time mineiro não sentiu a pressão e chegou a ter um gol anulado, marcado por Ciel. O árbitro assinalou falta.

No segundo tempo, o Tombense voltou com outra disposição, adiantou a marcação e jogou o Náutico para a defesa. Logo aos cinco minutos, Ciel apareceu livre dentro da área e jogou de cabeça rente à trave. A situação do time pernambucano quando Lucas Perri fez uma lambança. Ele escorregou na cobrança de falta, deu um segundo toque na bola e foi expulso, após o VAR considerar chance clara de gol.

Com dez, o Náutico recuou e o jogo se transformou em ataque contra defesa. Aos 19 minutos, Keké arriscou de fora da área e acertou a trave. A pressão continuou, mas Renan, que entrou no gol, vinha conseguindo impedir que o Tombense chegasse ao empate.

Mas em uma disputa de bola, já nos minutos finais da partida, o árbitro marcou pênalti em Lucas Santos. Victor Ferraz, do banco de reservas, reclamou e também foi expulso. Ciel, que não tinha nada com isso, bateu e decretou a igualdade.

Na próxima rodada, o Náutico enfrenta o Criciúma na quarta-feira, às 19h, no estádio dos Aflitos, em Recife (PE). No mesmo dia, às 21h30, o Tombense visita o CRB, no Rei Pelé, em Maceió (AL).

FICHA TÉCNICA

TOMBENSE 1 X 1 NÁUTICO

TOMBENSE – Felipe Garcia; David (Diego Ferreira), Marcondes, Jordan (Ítalo Henrique) e Manoel; Joseph, Zé Ricardo e Everton Galdino (Lucas Santos); Renatinho (Kleiton), Ciel e Keké (Gabriel Henrique). Técnico: Bruno Pivetti.

NÁUTICO – Lucas Perri; Wellington, Bruno Bispo e João Paulo (Luís Felipe); Thássio, Richard Franco, Ralph, Jean Carlos (Niltinho), Victor Ferraz (Robinho) e Pedro Vitor; Amarildo (Renan). Técnico: Roberto Fernandes.

GOLS – Amarildo, aos 37 minutos do primeiro tempo. Ciel, aos 52 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leonardo Willers Lorenzatto (MT)

CARTÕES AMARELOS – Jean Carlos, João Paulo, Robinho, Thássio e Wellington (Náutico)

CARTÃO VERMELHO – Lucas Perri e Victor Ferraz (Náutico)

LOCAL – Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG)

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: [email protected] / 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo