Grande Curitiba Teste do pezinho

Recém-nascido sofre queimadura ao fazer teste do pezinho em Curitiba, diz família

Pai da criança conta que enfermeira entrou no quarto para fazer exame com copo de água quente, mas que não viu o procedimento

Por Júlia Portela

22/06/2022 às 15:47:53 - Atualizado há

Um bebê recém-nascido sofreu queimaduras após fazer o teste do pezinho no Hospital do Trabalhador, em Curitiba (PR), segundo afirma a família da criança.

Em entrevista ao G1, o pai do menino, Rodrigo Correia, explicou que ele e a mãe da criança viram a enfermeira entrar com um copo de água quente no quarto antes de fazer o exame. No entanto, não teriam visto o procedimento.

A avó do bebê, Scheila Vanessa, contou que ele era calmo nos dois primeiros dias de vida. No entanto, depois do exame, não parava de chorar. Ao chegar em casa, Scheila percebeu que o pé do recém-nascido estava com queimaduras e bolhas. A família voltou ao hospital e a criança foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

"Dói na alma, não era para a gente estar passando por isso. Era um momento feliz. É um verdadeiro pesadelo", disse a avó.

Rodrigo relata que registrou, nesta segunda-feira (20/6), o caso no Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), responsável pela administração do Hospital do Trabalhador, afirmou que a unidade está verificando o caso. A Polícia Civil informou que apura o caso, mas, por se tratar de lesão corporal, não cabe inquérito policial.

O teste do pezinho, que consiste em furar e apertar o pé do bebê para garantir a saída do sangue, é responsável por avaliar 40 doenças. Ele é feito sempre nas laterais do calcanhar porque há uma grande quantidade de vasos sanguíneos no local, e consequentemente, maior circulação de sangue. A criança, entretanto, não deve sentir dor.

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: [email protected] / 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo