Geral ONU

Com acordo perto do fim, comissão da ONU pede manutenção do acesso humanitário à Síria

Por Da Redação

27/05/2022 às 13:36:37 - Atualizado há

A Comissão de Inquérito da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre a Síria alertou na quinta-feira (26) para o iminente fim do acordo que permite a entrada de ajuda humanitária no país. “Será uma falha do mais alto nível” se o Conselho de Segurança não estender a atual fronteira de entrega de ajuda, disse o órgão presidido pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro

O país enfrenta umas das piores crises econômicas e humanitárias desde o início da guerra civil, há mais de dez anos. Nesse cenário, e com a resolução que permite a entrada de ajuda vencendo em 10 de julho, os especialistas da ONU pedem à comunidade internacional para salvaguardar a atual assistência entre fronteiras e aumentar o financiamento em apoio à causa. 

Criança atingida por bombardeios mostra local onde morava em Homs, na Síria, em fevereiro de 2020 (Foto: Unicef/Abdulaziz Al-Droubi)

A passagem que vencerá em breve tem garantido o acesso a milhões de sírios desde 2014. Pinheiro disse que é uma “abominação moral a necessidade de uma resolução do Conselho de Segurança para facilitar a entrada de ajuda humanitária, devido às consistentes violações praticadas pelo governo do país e outros atores”. 

A ONU calcula que 14,6 milhões de sírios dependam de assistência humanitária. Cerca de 12 milhões de civis pelo país enfrentam insegurança alimentar aguda, um aumento de 51% em relação a 2019.  

No noroeste da Síria, as condições humanitárias estão piorando com as hostilidades frequentes e a crise econômica profunda. Por meio das operações entre fronteiras autorizadas pelo Conselho de Segurança, a ajuda chega a 2,4 milhões de pessoas todos os meses, um meio vital para a população do noroeste do país.  

Segundo a Comissão de Inquérito sobre a Síria, as partes em conflito continuam falhando “na obrigação que têm em permitir e facilitar o acesso rápido e desimpedido de ajuda humanitária para os civis em todo o país”. 

Conteúdo adaptado do material publicado originalmente pela ONU News

Fonte: A Referência
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: [email protected] / 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo