Geral Europa

Artista russo é preso por criar escultura em formato de fezes perto de memorial

Por Da Redação

19/01/2022 às 19:06:43 - Atualizado há

O artista russo Ivan Volkov foi preso na segunda-feira (17) por criar uma escultura de neve inusitada perto de um cemitério na cidade de São Petersburgo: um cocô gigante. As informações são da Radio Free Europe.

De acordo com a polícia e a imprensa locais, Volkov foi enquadrado criminalmente por “profanar o local de sepultamento” ao criar sua “obra”, que reproduz um enorme excremento de cinco metros de comprimento. No caso de condenação, ele pode receber uma multa ou pegar até cinco anos de prisão.

A escultura foi exposta no Campo de Marte, local onde ficam os túmulos dos heróis nacionais que morreram durante a Revolução Russa, em 1917. O artista criou cerca de 30 pinturas ou esculturas de neve nos últimos anos, incluindo uma homenagem a médicos que atuam na linha de frente contra a Covid-19.

Artista russo é preso por criar escultura gigante de cocô próximo a memorial
Ivan Volkov e sua escultura de cocô de neve no centro de São Petersburgo: artista foi detido e irá responder por crime de profanação (Foto: Twitter/Reprodução)

Volkov, de 29 anos, publicou as imagens do cocô gigante em seus perfis no Facebook e Instagram, alegando não ter conceituado “nenhum significado particular na obra”. No post, ele fez apenas um comentário sarcástico, em russo: “Desculpem, amigos, nada pessoal. Nada além da verdade!”.

Perseguição religiosa

Em outro capítulo de repressão, a Justiça russa sentenciou a dois anos de prisão um homem da religião Testemunha de Jeová. Na segunda-feira (17), Maksim Beltikov, 41 anos, foi considerado culpado pelo tribunal distrital de Pavlov, na região de Krasnodar, por participar de atividades do grupo definido como “organização extremista”. Segundo a Radio Free Europe, o Kremlin vem empreendendo uma repressão vertiginosa ao grupo religioso, proibido em 2017.

Durante décadas, os Testemunhas de Jeová foram vistos com desconfiança no país, onde a Igreja Ortodoxa dominante é defendida pelo presidente Vladimir Putin. Desde que a crença foi banida há quatro anos, muitos religiosos têm sido presos na Rússia. De acordo com o grupo, a principal acusação é “extremismo”.

Entre as características mais marcantes do grupo cristão está a pregação de porta em porta, o estudo da Bíblia, a rejeição ao serviço militar e a recusa em celebrar feriados ou aniversários nacionais e religiosos.

Fonte: A Referência
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo