Política Estatal

Filha de Ricardo Barros trabalha em estatal com contratos firmados pelo pai

Por Redação

01/12/2021 às 14:00:51 - Atualizado h√°
Ricardo Barros (Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Em abril de 2018, Raffaelle Kasprowicz Barros foi nomeada para exercer o cargo de assessora especial da presid√™ncia da estatal Bahiafarma. Isso aconteceu cerca de 20 dias depois que seu pai, Ricardo Barros, deixou o posto de ministro da Saúde para concorrer à reelei√ß√£o para deputado federal. As informa√ß√Ķes s√£o da Folha de S.Paulo.


A nomea√ß√£o foi assinada por Ronaldo Dias, presidente da estatal na época. Ele é primo de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Ministério da Saúde do governo Bolsonaro exonerado por suspeitas de irregularidades nas compras das vacinas contra Covid-19.

A folha de pagamentos, à qual o jornal teve acesso, apontou que Raffaelle trabalhou no último m√™s de forma híbrida, jornada de oito horas na Bahiafarma apenas uma vez por semana e recebeu o sal√°rio de R$ 10 mil.

Além do cargo na estatal, a filha do líder do governo Bolsonaro atua como nutróloga em uma clínica particular e é propriet√°ria de uma escola particular infantil em Salvador.

A Bahiafarma informou que Raffaelle é "respons√°vel pela Farmacovigil√Ęncia e Servi√ßo de Atendimento ao Usu√°rio da Insulina Humana fornecida ao Ministério da Saúde através de contrato licitado".

Esse contrato, contudo, foi suspenso ainda na gest√£o de Barros após a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) inspecionar e reprovar o laboratório ucraniano Indar, com quem o Ministério da Saúde havia firmado parceria para a produ√ß√£o de insulinas.

O documento ainda está sendo avaliado pelo comitê deliberativo e permanece suspenso.

Raffaelle Barros afirmou que a sua indica√ß√£o n√£o tem rela√ß√£o com a atua√ß√£o de seu pai no ministério.

"Eu sou médica endocrinologista, nutróloga e tenho mestrado em medicina e saúde. Atuei no Cedeba (Centro de Pesquisas de Diabetes do Estado da Bahia) e fui professora da Ufba. Fui selecionada por currículo", disse.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Ricardo Barros corroborou a fala da filha. "Ela foi contratada na Bahiafarma após sua saída do ministério, em abril de 2018, para disputar as elei√ß√Ķes. Entrou na equipe para cooperar no desenvolvimento da insulina. Suas atividades s√£o compatíveis com seu contrato, portanto, n√£o h√° irregularidades."

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo