Geral China

Por que a OMS "pulou" duas letras do alfabeto grego para nomear a variante Ômicron?

Por Da Redação

01/12/2021 às 00:30:28 - Atualizado há

Para evitar preconceitos e estigmatização, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deixou de nomear as variantes da Covid-19 com o nome do país que elas surgiram, e passou a usar letras do alfabeto grego. Porém, ao nomear a mais nova variante de preocupação, a Ômicron, em tese, deveria se chamar “Nu”.

Nu é a 13ª letra do alfabeto grego, enquanto Xi é a 14ª e Ômicron é só a 15ª. O alfabeto grego conta com 24 letras, partindo de Alfa e terminando em Ômega. Mas qual foi o motivo de a Organização Mundial da Saúde ter pulado duas letras dentro do critério que foi escolhido por eles para nomear as variantes?

Sem risco de confusões

O motivo é o mesmo que fez o órgão adotar o alfabeto grego: evitar estigmatização, confusões e preconceitos. A 13ª letra, Nu, tem sua pronúncia facilmente confundida com a palavra “new”, que significa “novo” em inglês. Ou seja, o nome seria facilmente confundido com “variante nova”, em inglês.

Já Xi é um sobrenome bastante comum em alguns países, como a China, sendo, inclusive, o sobrenome do presidente do país asiático, Xi Jinping. “As melhores práticas da OMS para nomear novas doenças sugerem evitar ofender quaisquer grupos culturais, sociais, nacionais, regionais, profissionais ou étnicos”, diz a OMS.

OMS quer evitar estigmas

Xi, 14ª letra do alfabeto grego, é facilmente confundida com o sobrenome chinês Xi, que é, inclusive, o sobrenome do presidente do país. Kaliva – Shutterstock

A China, inclusive, já sofreu bastante com especulações sobre a origem do vírus da Covid-19. A versão mais aceita é de que o vírus pulou de animais para humanos em um mercado de animais silvestres na cidade chinesa de Wuhan.

Porém, teorias da conspiração apontam que o Sars-CoV-2 teria sido criado em laboratório e seria uma espécie de “arma biológica” desenvolvida pelo governo chinês. Portanto, é compreensível que a OMS queira evitar a polêmica de ter uma variante com o nome parecido com o do presidente da China.

Leia mais:

Caso surjam novas variantes, a OMS ainda tem nove opções para nomeá-las: pi, rho, sigma, tau, upsilon, phi, khi, psi e ômega. Mas a torcida é que não seja necessário utilizar mais letras do alfabeto grego ou qualquer outro critério para nomear novas variantes do vírus da Covid-19.

Via: CNN Brasil

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Fonte: Olhar Digital
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2022 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Ajude financeiramente a mantermos nosso Portal independente. Doe qualquer quantia por PIX: [email protected] / 42.872.330/0001-17

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo