Geral Esportes

Atlético-MG bate Fluminense outra vez e avança às semifinais da Copa do Brasil

Por Da Redação

15/09/2021 às 22:55:53 - Atualizado há

Assim como aconteceu no Rio de Janeiro, onde venceu o Fluminense por 2 a 1, o Atlético-MG voltou a derrotar o Tricolor das Laranjeiras, desta vez por 1 a 0, no Mineirão, e avançou às semifinais da Copa do Brasil. Com o triunfo, conquistado com gol de Hulk, o time comandado pelo técnico Cuca, além da vaga, ganhou gorda premiação de R$ 7,3 milhões.

Na próxima fase, o Galo terá pela frente quem passar do duelo entre Fortaleza x São Paulo. No primeiro jogo, as duas equipes empataram em 2 a 2 no Morumbi. Ao Fluminense restou apenas o Campeonato Brasileiro, já que, assim como aconteceu na Libertadores, na Copa do Brasil o time carioca também caiu nas quartas de final.

A partida contra o Fluminense foi a 50ª do Atlético-MG na atual temporada. Antes de a bola rolar, eram 33 vitórias, 9 empates e seis derrotas. Com Cuca, eram 45 partidas, com 30 triunfos, 9 empates e seis derrotas.

Se não fosse o goleiro Everson, o Fluminense teria aberto o placar ainda no primeiro tempo de jogo. Contudo, ele fez grande defesa e impediu que Fred corressse para o abraço no Mineirão.

Hulk, por sua vez, segue como a principal peça do time na temporada. Além de boa participação durante os 87 minutos que esteve em campo, Hulk balançou a rede e fez o vigésimo tento desde que chegou ao Alvinegro.

Em um primeiro tempo de pouca criação, Atlético-MG e Fluminense fizeram um duelo estudado e pobre tecnicamente. Com o sistema defensivo bastante forte, o time do técnico Marcão neutralizou as investidas dos donos da casa, que pouco fizeram.

Após os 25 minutos da etapa inicial, quando o Galo relaxou e deixou o adversário avançar as linhas, o Tricolor das Laranjeiras encontrou espaços e, em duas oportunidades, quase abriu o placar no Mineirão. A primeira, com Luiz Henrique; a segunda, mais perigosa, após lindo cabeceio de Fred, que obrigou Everson a fazer linda defesa.

Logo na volta do intervalo, o técnico Cuca promoveu mudança importante do Galo, com a saída de Vargas para a entrada de Diego Costa.

Logo aos 2 minutos, o sergipano ganhou dividida na área e deu passe para Zaracho. Se não fosse a intervenção do zagueiro do Flu, o argentino estufaria a rede.

Após cruzamento de Mariano, aos 8 minutos, a bola pegou no braço do lateral-esquerdo Danilo Barcelos e, acionado pelo VAR, o árbitro Raphael Claus anotou a penalidade. Na cobrança, aos 10, o atacante Hulk balançou a rede e chegou ao vigésimo tento em 2021.

Aos 18 minutos, Hulk partiu em velocidade, deixou dois adversários pelo caminho e serviu a Diego Costa. Contudo, pressionado pela marcação, o camisa 19 não teve sucesso na finalização. Começando a se entrosar, a dupla vai criando as primeiras jogadas no ataque atleticano.

Aos 36, novamente com passe do camisa 7, o sergipano teve chance de fazer o segundo gol pelo Galo. Contudo, num erro de cálculo, a bola passou raspando a trave do time carioca, com desvio na defesa.

Aos 23, o Galo quase ampliou o marcador no Gigante da Pampulha. Após bola alçada na área, o zagueiro Igor Rabello subiu mais que os adversários, mas viu a bola bater na trave direita de Marcos Felipe.

Mesmo com as alterações promovidas por Marcão, o Fluminense não conseguiu ser agressivo o suficiente para, pelo menos, empatar o jogo no Mineirão. Indo mais ao ataque, o Tricolor deu espaços para que os donos da casa tentassem o segundo gol. Com isso, o jogo ficou mais movimentado, mas sem alteração no marcador.

LEIA MAIS: Presidente do Paraná Clube acredita em reconstrução e promete foco no futebol

Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2021 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo