Nome

E-Mail

17/11/2020 às 10h00min - Atualizada em 17/11/2020 às 10h00min

URGENTE: PF na casa do jornalista Oswaldo Eustáquio

horabrasilia - Emanuelle
horabrasilia
horabrasilia

Na manhã desta terça-feira (17) o jornalista Oswaldo Eustáquio teve novamente a Polícia Federal em sua residência.
Há poucos dias o jornalista denunciou o candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, através de um vídeo em seu canal no YouTube. A denúncia intitulada “O laranjal de Boulos” mostrou que o PSOL utiliza empresas fantasmas para lavar dinheiro na corrida eleitoral em SP”. O jornalista  afirma que candidato do PSOL lavou dinheiro por meio da contratação de empresas falsas. Além disso, Oswaldo imputa a Boulos a prática do crime de falsidade ideológica eleitoral, afirmando que o dinheiro destinado às duas empresas seria oriundo de recursos públicos apropriados pelo psolista. Após essa denúncia a conta de Eustáquio no YouTube foi suspensa no domingo por uma decisão judicial.

Outra denúncia feita pelo jornalista recentemente foi o golpe em curso articulado por Luciano Bivar (PSL) e STF que articulavam a derrubada do presidente Jair Bolsonaro.

O bolsonarista já foi preso no âmbito do inquérito que investiga o financiamento de “atos antidemocráticos” contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Atualização às 7:46: o jornalista Oswaldo Eustáquio está sendo conduzido à Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Não se sabe se ele será preso novamente ou se colocará uma tornozeleira eletrônica.

Busca e apreensão na casa do Oswaldo – “Em nota, a Assessoria de Imprensa do jornalista Oswaldo Eustáquio informa que a prisão é ilegal, imoral e inconstitucional por crime de opinião, sendo assim rasgada a Constituição Brasileira. De acordo com o documento enviado pelo ministro Alexandre de Moraes, o motivo da prisão se trata pela reportagem que ele fez denunciando o laranjal do Boulos, desta forma, atirando no mensageiro. A Justiça brasileira ainda não investigou o laranjal de Boulos e também o laranjal do PSL, o crime que denunciado pelo deputado federal Nereu Crispim, que revela uma questão de segurança nacional que ainda não foi apurado pela douta procuradoria. O jornalista Oswaldo Eustáquio lamenta mais essa arbitrariedade e diz que vai denunciar tudo isso à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos. Diz ainda que está de cabeça erguida, porque sabe do trabalho patriótico pelo Brasil e espera que a justiça apure tanto as denúncias do deputado Nereu Crispim tanto quanto as denúncias da empresa fantasma de Boulos em São Paulo, um escândalo de corrupção”.

Atualização às 10h: A decisão que determinou as buscas na casa de Eustáquio e a prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica, aponta que blogueiro descumpriu medidas cautelares impostas a ele no inquérito. Ele deve avisar as autoridades caso saia de Brasília e não pode usar suas redes sociais, ordens que, segundo a Justiça, foram descumpridas.

Esta notícia está em atualização.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

60.0%
6.7%
0%
1.7%
0%
5.0%
0%
5.0%
0%
1.7%
0%
1.7%
0%
16.7%
1.7%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp