Nome

E-Mail

06/11/2020 às 16h32min - Atualizada em 06/11/2020 às 18h40min

Gestor de jogadores cria treinamento para jovens vencerem a vergonha

Gestor de Imagem de jogadores, Vinicius Vieira já atuou com atletas, como Gabigol, hoje no Flamengo, e Marcelo Moreno, do Cruzeiro. Atualmente, leva o mesmo treinamento de comunicação dos craques, a crianças e adolescentes que desejam perder a vergonha de falar em público.

DINO
http://www.academiaextraordinaria.com.br
Vinicius Vieira em treinamento com alunos de uma escolinha de futebol

A vergonha e a timidez são fatores que cada vez mais afastam crianças e adolescentes de relacionamentos simples no cotidiano. Ou até mesmo causam impactos severos em suas vidas, como a perda de oportunidades profissionais e a dificuldade para se relacionar no dia a dia. Por conta da dificuldade nesta questão com a atual geração de jovens, o gestor de comunicação e imagem de jogadores de futebol, Vinicius Vieira, trouxe a experiência e o material obtido com este grupo de atletas profissionais, para a realização de treinamentos de comunicação a crianças e adolescentes, que têm a dificuldade de se expressar em público.  

Ao perceber a dificuldade de jogadores profissionais realizarem entrevistas, se comunicarem com fãs e, também no dia a dia, quando atuou como assessor de imprensa do Santos, Vinicius Vieira passou a colher materiais de mídia para a criação de uma metodologia. A ideia é que, a partir do treinamento, atletas, crianças e adolescentes tenham facilidade para se relacionar com câmeras, microfones e seguidores nas redes sociais. 


“Vi muitos jogadores se esconderem das câmeras por vergonha e muito pelo medo de sofrerem com brincadeiras dos próprios companheiros de time. Nove em cada dez atletas com que trabalhei e tinham essa dificuldade, não assumiam isso. E os vi perderem oportunidades de realizarem entrevistas e matérias, que valorizassem sua própria marca. Assim como vi muitos fugirem de ações e eventos, que os fariam terem melhores relações e acessos que o futebol proporciona. A carreira de muitos passou. Rapidamente, caíram no esquecimento do público e perderam valorização para o mercado esportivo”, disse Vieira, que já atuou na gestão de imagem de craques como Gabigol, hoje no Flamengo, e Marcelo Moreno, atualmente no Cruzeiro e na Seleção da Bolívia.

O trabalho deste profissional de comunicação e marketing é auxiliar seus clientes para que se expressem melhor e com facilidade em entrevistas. Depois de dez anos de atuação específica com jogadores, Vieira diagnosticou que o medo de se expressar em público fosse "vencido" a partir de treinamentos seguidos por uma metodologia. Com isso, ele trabalha pilares como: uso da linguagem corporal para se comunicar, técnicas de entrevistas, relacionamento com as redes sociais de forma consistente e estratégias de marketing na atmosfera de competição.

“Muito me incomodou, ao ver diversos jogadores com essa vergonha e deixando de mostrar o grande papel de ídolo e agente transformador, que eles são. Desta maneira, percebi que a comunicação pode trazer autoconfiança e autoestima, para que possam executar ações simples, como: conhecer uma nova pessoa, comandar uma reunião ou até mesmo atender aos fãs. Por isso, passei a realizar esse treinamento com os mais jovens, que serão nossos futuros ídolos. Assim, eles poderão ser inseridos o mais cedo possível a essas ferramentas. E também terão a possibilidade de saberem como se comunicar de forma tranquila, fácil e até mesmo divertida”.

No momento, os treinamentos de comunicação com Vieira são realizados de forma online, individual e tem duração de um mês. Este trabalho teve início durante a quarentena por conta do coronavírus. Dentre os atendidos, vale destaque para o caso do estudante e jogador da PSG Academy, do Rio de Janeiro, Pedro Frighetto, de 10 anos, que foi um dos primeiros alunos a ingressar no treinamento.

“Para mim, o maior aprendizado do Pedro na mentoria foi entender a importância da comunicação para a vida dele. Teve um ponto muito interessante que trouxe uma confiança e segurança, que foi a inserção da comunicação não verbal. O olho no olho e o sorriso passaram a transmitir uma verdade na vida dele, que antes não utilizava. Outro ponto de importância foi a criação de relações, que hoje no mundo dos adultos chamamos de Networking. Foram inseridas técnicas simples e que serão fundamentais para a vida do Pedro”, disse Clarisse Araújo, mãe de Frighetto.

O público do futebol feminino também buscou por este tipo capacitação no período. A jogadora do time Sub-17 da Seleção Brasileira e do São Paulo, Maria Eduarda, conhecida como Dudinha, passou a ter mais facilidade para vencer a vergonha e criar conteúdos para suas redes sociais, após participar das aulas.

“O maior aprendizado para mim, é que nós falamos com o corpo. A postura na hora de se comunicar é essencial e isso, de forma rápida e surpreendente, facilitou minha forma de se relacionar com as pessoas. Hoje, brinco que quando pinta a vergonha, eu já posiciono meu corpo para me sentir segura”, disse a jogadora.



Website: http://www.academiaextraordinaria.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

60.3%
5.2%
0%
1.7%
0%
5.2%
0%
5.2%
0%
1.7%
0%
1.7%
0%
17.2%
1.7%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp