Nome

E-Mail

21/10/2020 às 11h41min - Atualizada em 24/10/2020 às 18h27min

Orquestra Ouro Preto e Cristian Budu celebram 250 anos de Beethoven em espetáculo

Concerto será neste sábado, 24, às 20h30, com transmissão pelo canal da orquestra no YouTube

SALA DA NOTÍCIA Dione Alves
Íris Zanetti
BELO HORIZONTE - Neste sábado, dia 24 de outubro, às 20h30, a Orquestra Ouro Preto recebe o renomado pianista Cristian Budu, como solista convidado, para celebrar em grande estilo os 250 anos de nascimento do compositor Beethoven, um dos maiores gênios da música clássica de todos os tempos. O concerto será transmitido ao vivo pelo canal da orquestra no YouTube, direto do Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte. A apresentação seguirá todas as orientações de isolamento social e higiene necessárias à preservação da saúde e segurança dos músicos e da equipe de produção.


Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo e patrocinado pela CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), o repertório traz duas peças representativas da grandiosidade do compositor alemão em um concerto de aproximadamente 60 minutos. A célebre "Sonata ao luar" para Piano Solo é um dos temas mais conhecidos do compositor, sendo inclusive utilizado em inúmeras obras cinematográficas. Já o Concerto nº 5 para Piano e Orquestra, popularmente conhecido como "Imperador", será apresentado em uma composição especial para a ocasião. Com a atual crise sanitária, o desafio colocado foi de realizar o concerto em homenagem aos 250 anos de Beethoven em condições mais seguras possíveis. "Buscamos, dentro da versatilidade da Orquestra Ouro Preto, a solução que transforma este concerto em um momento ainda mais especial e seguro, sem a presença de instrumentos de sopros", destaca Toffolo. Em uma orquestração pouco conhecida do grande público, será apresentada a versão para cordas do compositor alemão Vincenz Lachner publicada em 1881, 70 anos após a estreia desse concerto.

Foto: Íris Zanetti

Foto: Íris Zanetti

Pianista Cristian Budu está entre os principais nomes da atualidade na música clássica. Foto: Equipe Concerto.


"A abertura do concerto já nos coloca a frente da mente revolucionária de Beethoven, uma clara ruptura com o modelo tradicional até então. Lembro-me da primeira vez que ouvi este concerto, tinha 16 anos e chegava ao teatro junto com meu irmão, após uma apresentação do quarteto de cordas que tínhamos a época. O sentimento de susto, seguido do puro êxtase ao ouvir a transição do segundo para o terceiro movimento, ainda percorre meu corpo até hoje. É sublime. E tenho certeza que todos que nos assistirão, no Brasil e no mundo, terão essa sensação. Impossível não se curvar a genialidade de Beethoven", destaca o regente titular e diretor artístico Rodrigo Toffolo.


Para o pianista convidado, Cristian Budu, que abrirá o concerto com a Sonata para piano, "interpretar Beethoven é um desafio - e sempre deve ser, para ser Beethoven. Ele representa a busca pelo inatingível, a mudança através da superação. Sua música requer mais questionamentos do que respostas prontas. Ela vive enquanto vive o ser humano e, por isso, deve ser sempre renovada e aprofundada, para de fato ser vivenciada", ressalta o pianista.


MAIS SOBRE BEETHOVEN
Ludwig van Beethoven (1770-1827) nasceu em Bonn, Alemanha, e é reconhecido pela genialidade de sua linguagem musical. Considerado como um dos mais influentes compositores da música clássica universal, teve cerca de 200 obras compostas no período de transição entre o Classicismo e o Romantismo. "Beethoven é uma daquelas figuras da história da música e da humanidade que merece ser celebrado sempre. Tocar sua obra é uma chance venerar o que há de melhor e mais atemporal na produção humana", conclui o Maestro Rodrigo Toffolo.


CRISTIAN BUDU
O pianista é um dos mais importantes e renomados do Brasil. Budu figura na lista da revista inglesa Gramophone como um dos "Top 10 Chopin Recordings" e é considerado um dos expoentes da sua geração. Foi o primeiro brasileiro a ganhar o "Concours International de Piano Clara Haskil", na Suíça, um dos mais importantes concursos da atualidade.


SOBRE A ORQUESTRA OURO PRETO
Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 20 anos de atividades ininterruptas em 2020 e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do Maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com uma extensa programação nas principais salas de concerto e espaços diversos no Brasil e no mundo.

Sob os signos da excelência e versatilidade atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo comemora 20 anos de uma trajetória com treze trabalhos registrados em CD, sete DVDs. Foi vencedora do Prêmio da Música Brasileira em 2015, na categoria "Melhor Álbum de MPB", e indicada ao Grammy Latino 2007, como "Melhor Disco Instrumental", por Latinidade. Os discos "Latinidade - Música para as Américas", "Antônio Vivaldi - Concerto para Cordas" e "The Little Prince", versão em inglês do tributo prestado pela Orquestra à literatura de Saint-Exuperry, tem distribuição mundial pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

60.0%
6.7%
0%
1.7%
0%
5.0%
0%
5.0%
0%
1.7%
0%
1.7%
0%
16.7%
1.7%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp