Nome

E-Mail

30/09/2020 às 12h08min - Atualizada em 30/09/2020 às 12h08min

Promotorias dos Idosos de Curitiba e OAB promovem campanha para ajudar 1,5 mil idosos em casas de repouso ou em situação de vulnerabilidade

mppr.mp.br - Emanuelle Deise
mppr.mp.br
mppr.mp.br

Uma campanha para ajudar 1,5 mil idosos de Curitiba será iniciada nesta quinta-feira, 1º de outubro, Dia Internacional do Idoso. Aproximadamente metade dos beneficiados encontra-se acolhida em 30 casas de repouso de baixo custo da capital, e os demais vivem em situação de vulnerabilidade e estão cadastrados nos serviços de assistência social do município.

Promovida pelas Promotorias de Justiça de Defesa dos Idosos de Curitiba, Ordem dos Advogados do Brasil (seção Paraná), Instituto Milton Luiz Pereira e plataforma SeniorOnline.com.br, a iniciativa pretende arrecadar pelo menos R$ 100 mil até 31 de outubro. O dinheiro será usado para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), alimentos e produtos de higiene e limpeza. Ainda cobrirá custos gerados pelo afastamento de funcionários das casas de repouso que apresentaram sintomas de Covid-19, que também receberão cursos de capacitação.

Aumento das despesas – A promotora de Justiça Cynthia Maria de Almeida Pierri, da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos do Idoso de Curitiba, estabelece contato quase diário com as entidades que serão beneficiadas e por isso sabe das dificuldades que têm enfrentado para evitar que a qualidade do atendimento aos idosos seja afetada durante a pandemia. “Os custos dos serviços prestados aumentaram, enquanto as receitas permaneceram as mesmas ou até diminuíram por conta da inadimplência de algumas famílias. A aplicação dos protocolos de proteção à contaminação pela Covid-19 exige novos treinamentos e capacitações dos colaboradores, bem como a compra e utilização de EPIs, na sua maioria descartáveis. Por isso, neste momento, o Ministério Público, muito além de agente fiscalizador, deve assumir o papel de mobilizar e conscientizar a sociedade acerca da importância de auxiliar essas instituições. Do contrário, há risco até de entidades fecharem, e seus moradores não terem para onde serem transferidos”, alerta.

Renata Tucholski, responsável por uma das casas de repouso que será beneficiada pela campanha, conta que normalmente a entidade já apresenta limitações financeiras, pois atende idosos de baixa renda. Neste período de pandemia, porém, a situação piorou, porque, para a segurança de todos, os funcionários que apresentam qualquer sintoma associado à Covid-19 precisam ser afastados das funções. Com isso, além dos salários desses servidores, há a necessidade de pagar a remuneração dos substitutos. Ainda, os preços de muitos produtos, principalmente alimentícios, foram reajustados, impactando nos demais gastos.

Como ajudar – Os interessados em ajudar podem depositar qualquer valor numa conta-poupança destinada especificamente para a arrecadação de recursos para a campanha: “Proteja os Idosos”. A conta está em nome do Instituto Milton Luiz Pereira: Banco do Brasil (001), agência 1.518-0, conta poupança 26923-9, CNPJ 20.542.952/0001-44.

Também é possível fazer pessoalmente doações de cestas básicas em locais, dias e horários que serão divulgados nas redes sociais da campanha: @protejaosidosos (Instagram) e facebook.com/protejaosidosos (Facebook). Além disso, podem ser entregues produtos voltados à saúde e à proteção dos idosos, como artigos de higiene pessoal, limpeza, alimentos e leite, entre outros, entrando em contato com a coordenação da campanha por intermédio do e-mail protejaosidosos@mppr.mp.br.

Periodicamente, o valor arrecadado será atualizado nas páginas do Facebook da campanha e do Instituto Milton Luiz Pereira. Nos mesmos espaços, ao final, será feita a divulgação dos resultados. Os apoiadores e demais interessados que manifestarem interesse pelo e-mail protejaosidosos@mppr.mp.br também poderão receber a prestação de contas (dinheiro arrecadado, produtos comprados e distribuídos e demais destinações).

Beneficiários – Curitiba conta com 126 casas de repouso, totalizando 2.257 idosos acolhidos (dados de março de 2020). Desde o início da pandemia, foram registrados 232 casos de contaminação por Covid-19 nessas entidades, sendo que 184 dos infectados se recuperaram integralmente (nove ainda estão hospitalizados ou em isolamento, e 39 faleceram).

Segundo a promotora de Justiça Cynthia Pierri, a taxa de contaminados (10,27%) é baixa se comparada aos números registrados em alguns países onde a contaminação e a mortalidade de idosos institucionalizados foram maiores. “Esse é o resultado do trabalho desenvolvido por todos os atores envolvidos, entre eles, os dirigentes e funcionários de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs), a Secretaria Municipal de Saúde e também o Ministério Público, dentre outros. Trata-se de um esforço conjunto, que está sendo útil para conter a disseminação do vírus ou ao menos minimizar suas consequências dentro das ILPIs.”

Além dos idosos que estão em ILPIs, o dinheiro arrecadado com a campanha será utilizado para auxiliar cerca de 750 idosos atendidos pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) de Curitiba. São pessoas que, por situações diversas, tais como abandono familiar e social, saúde debilitada, comprometimento cognitivo ou falta de recursos materiais de modo geral, necessitam de mais atenção por parte dos responsáveis pelas políticas públicas e sociais do município.

Apoio – A campanha conta também com o apoio de várias entidades e empresas: Associação dos Magistrados do Trabalho (Amatra), Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR), Associação Paranaense do Ministério Público (APMP), Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe), Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), Associação de Procuradores do Estado do Paraná (Apep), Associação dos Defensores Públicos do Paraná (Adepar), Associação Comercial do Paraná (ACP), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Instituto dos Advogados do Paraná (IAP), Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), Clube Soroptimista Curitiba Glória, Universidade Positivo, Faculdade Estácio, Rede Independência de Comunicação, Clube da Alice e Frente Nacional de Fortalecimento às ILPIs.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

53.5%
7.0%
0%
2.3%
0%
7.0%
0%
7.0%
0%
2.3%
0%
2.3%
0%
16.3%
2.3%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp