Nome

E-Mail

13/08/2020 às 12h05min - Atualizada em 13/08/2020 às 12h05min

Campeonato Brasileiro tem 40 casos de COVID-19 em 4 dias

A perigosa volta do esporte durante a pandemia colocou em risco a vida dos atletas e suas famílias

Nalu Pombo
Com informações do oglobo
Foto: Diego Vara
O verdadeiro estado da pandemia da COVID-19 (novo coronavírus) – que, claramente, não chegou ao fim – no Brasil ficou explícito com a volta do futebol. Dado o início ao Campeonato Brasileiro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) testemunhou 40 atletas infectados em apenas quatro dias. Para o entretenimento do brasileiro, as vidas dos atletas, de suas equipes e de suas famílias foram arriscadas como se nada estivesse acontecendo.
 
Na terça-feira (11), o CSA, de Alagoas, confirmou nove jogadores infectados pelo coronavírus. Além destes, outros nove atletas do time haviam sido afastados, na sexta-feira (7), por contaminação pela doença. Agora, o time tem 18 jogadores afastados e nenhuma opção para o próximo jogo. A CBF precisou adiar a partida – anteriormente agendada para quarta-feira (12) – na qual o time jogaria contra a Chapecoense.
 
No confronto entre Goiás e São Paulo, o jogo quase aconteceu. Momentos antes do início da disputa saiu o resultado positivo para COVID-19 de nove jogadores do Goiás. A partida entre os times também precisou ser adiada pela CBF e aguarda remarcação.
 
Na terça-feira (11), mais um atleta do Goiás testou positivo, totalizando 10 jogadores contaminados no time. Outros dois foram diagnosticados antes do início do Brasileiro, mas ainda não terminaram de cumprir a quarentena. No total, 12 estão afastados.
 
No domingo (9), 12 dos 19 jogadores do Imperador (MA) testaram positivo para a doença. O resultado foi descoberto quando os jogadores já estavam na Paraíba para confronto com o Treze (PB).
 
No dia anterior, dois atletas do Vila Nova (GO) haviam testado positivo para coronavírus. No entanto, o vice-presidente do time, Leandro Bittar, afirmou que a contraprova de ambos os jogadores deu negativo.
 
Por conta da confusão com a divulgação dos resultados dos exames, a CBF precisou mudar seu protocolo e autorizar os clubes a realizarem os testes em laboratórios locais, "desde que portadores do selo de acreditação laboratorial, outorgado pelas entidades de saúde competentes, e obedecendo aos padrões de teste molecular especificados pelos protocolos".
 
Ficou determinado que, para que as partidas aconteçam, o clube mandante deve apresentar os resultados em até 24h antes da partida e o visitante até 12h antes da viagem.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

48.3%
10.3%
0%
3.4%
0%
3.4%
0%
10.3%
0%
3.4%
0%
3.4%
0%
13.8%
3.4%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp