Nome

E-Mail

08/01/2020 às 12h10min - Atualizada em 08/01/2020 às 15h16min

Para especialista, as pessoas correm riscos desnecessários na internet

Fernando frisa que a grande maioria dos brasileiros não deixa seus dados seguros na internet. Segundo ele, a sociedade ainda não acredita que alguém possa ter acesso às suas informações pessoais, preferências e até mesmo dados bancários e de cartões de crédito, através da internet, e não toma cuidado como deveria.

DINO
https://www.loglab.online/

Desde agosto de 2018 existe uma Lei que protege (ou deveria proteger) todos os dados dos cidadãos na internet. É a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, que foi aprovada com o objetivo de assegurar a privacidade dos cidadãos.

A Lei parte do pressuposto que os dados podem ser utilizados e disponibilizados desde que haja consentimento do usuário. “Vale refletir que sempre precisamos concordar com os termos virtuais para prosseguirmos em sites, por exemplo. Mas será que paramos para ler o que realmente está descrito e o que tornamos disponível?”, questiona Antônio Fernando Ribeiro Pereira CEO da LogLab Digital.

Fernando frisa que a grande maioria dos brasileiros não deixa seus dados seguros na internet. Segundo ele, a sociedade ainda não acredita que alguém possa ter acesso às suas informações pessoais, preferências e até mesmo dados bancários e de cartões de crédito, através da internet, e não toma cuidado como deveria.

E quando se trata do ambiente corporativo, há de se tomar as mesmas e até mais precauções que os usuários individuais na internet. Por isso, existem empresas especializadas em cuidar dos dados e informações de empresas e corporações. Mas até na hora dessa contratação, é importante ter atenção.

Fernando ressalta que as empresas também não têm protegido os próprios dados e nem dos clientes e fornecedores, inclusive os próprios faturamentos.

 “Não há dúvida que a internet é capaz de fornecer ferramentas extremamente valiosas, porém, poucos empresários ao contratar uma empresa de Tecnologia de Informação (TI) questiona ou coloca em contrato o tamanho da privacidade de informações que está fornecendo àquela empresa”, complementa ele.



Website: https://www.loglab.online/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Vereadores de Curitiba votam multa para festas clandestinas. Você apoia essa medida para todo o Paraná?

66.7%
11.1%
11.1%
11.1%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp