29/11/2019 às 11h59min - Atualizada em 29/11/2019 às 11h59min

​Governo do Paraná terá que indenizar coronel

Jorge Luiz Martins teria sido vítima de erro da Polícia Civil

Luciana Pombo
O governo do Paraná terá que pagar indenização de de R$ 50 mil por danos morais ao coronel Jorge Luiz Martins, do Corpo de Bombeiros do Paraná. Ele foi inocentado de uma acusação de matar nove pessoas, em Curitiba. Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal de Justiça (TJ) concluíram que Jorge Luiz Martins foi preso injustamente, sem que houvesse indícios da participação dele nos crimes. Isto teria gerado grave consequência para a honra do coronel.

Na oportunidade, ele foi apontado como autor das mortes por vingança. O crime foi em 2011. Na época, os policiais civis disseram que ele teria mandado matar as nove pessoas porque um deles teria assassinado o filho do coronel, dois anos antes, num assalto. Desde que foi acusado, o coronel sempre negou as acusações e declarou ser inocente.

Durante o julgamento, o próprio Ministério Público (MP) pediu a absolvição do ex-comandante do Corpo de Bombeiros, em setembro de 2016. O promotor do caso alegou que o coronel Jorge Luiz Martins era muito parecido fisicamente com um dos quatro policiais acusados de terem cometido o crime. Isso pode ter feito com que algumas testemunhas reconhecessem ele como um dos participantes da morte, mas as apurações ao longo do processo não apontaram provas contra o coronel – que se diz vítima de grave erro da Polícia Civil.

Nota da Blogueira: Sinto essa decisão como um grande alívio. Mesmo sem ter certeza da participação do coronel, sempre me posicionei a favor dele. Um homem de excelente conduta e que já estava sofrendo pela perda do filho. Não merecia sofrer com uma acusação sem provas e com uma prisão arbitrária. Justiça feita!
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Qual melhor governador que o Paraná teve?

28.8%
28.8%
2.3%
6.2%
4.5%
14.7%
2.3%
11.9%
0.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp