03/10/2019 às 09h40min - Atualizada em 03/10/2019 às 09h40min

​Marcas de azeite são suspensas no Brasil

Os azeites estavam sendo adulterados

Luciana Pombo
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) suspendeu a comercialização de 33 marcas de azeites de oliva. Os fiscais constataram que os produtos estavam adulterados com a mistura de óleo de soja e outros óleos de origem desconhecida na composição. E a população acreditando que estava comprando um azeite puro.

De acordo com o órgão, as marcas que teriam praticado fraudes foram: Aldeia da Serra, Barcelona, Casa Medeiros, Casalberto, Conde de Torres, Dom Gamiero, Donana (premium), Flor de Espanha, Galo de Barcelos, Imperador, La Valenciana, Lisboa, Malaguenza, Olivaz, Oliveiras do Conde, Olivenza, One, Paschoeto, Porto Real, Porto Valencia, Pramesa, Quinta da Boa Vista, Rioliva, San Domingos, Serra das Oliveiras, Serra de Montejunto, Temperatta, Torezani (premuim), Tradição, Tradição Brasileira, Três Pastores, Vale do Madero e Vale Fértil.

As fiscalizações são parte do resultado da Operação Isis, iniciada em 2016. Os lotes adulterados se referem a coletas realizadas em 2017 e 2018. O nome da operação é uma referência à deusa do antigo Egito que detinha o conhecimento sobre a produção das oliveiras. A demora pode ser explicada pelo processo moroso de conseguir resultado de exames laboratoriais, notificação dos fraudadores, perícias, períodos para apresentação de defesa (podem apresentar dois recursos) e julgamentos destes recursos em duas instâncias administrativas.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor governador que o Paraná teve?

40.0%
23.8%
2.5%
5.0%
3.8%
8.8%
3.8%
12.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp