Polícia

Líderes de igreja neopentecostal são presos por submeter crianças a trabalho escravo em Maringá

Por Reportagem: David Musso

23/07/2021 às 20:42:22 - Atualizado h√°
Foto: divulgação/PCPR


Tr√™s l√≠deres religiosos foram presos em Maring√°, no norte do Paran√°, na manh√£ desta sexta-feira (23). Eles s√£o suspeitos de submeter crian√ßas a trabalho an√°logo à escravid√£o. Os presos integram a uma mesma fam√≠lia – pai, m√£e e filho s√£o pastores da Igreja das Na√ß√Ķes da Poderosa M√£o de Deus, de voca√ß√£o neopentecostal. Segundo as investiga√ß√Ķes, eles aliciaram e submeteram ao menos cinco crian√ßas a trabalhos for√ßados, em uma pizzaria vinculada à igreja.

A delegada chefe da operação policial, Karen Friedich, detalha como agia o grupo.

Os suspeitos atraiam as v√≠timas, ao afirmar que a venda das pizzas seria uma obra divina e que o dinheiro seria doado para o tratamento de crian√ßas com c√Ęncer. Com isso, os menores passavam a trabalhar sob a ordem dos pastores, com a permiss√£o dos respons√°veis pelas v√≠timas. Após o aliciamento, as crian√ßas eram submetidas a trabalhos for√ßados, em rotinas que chegavam a 18 horas por dia. Quando havia falhas na presta√ß√£o de contas do n√ļmero de pizzas vendidas, ou quando as crian√ßas alegavam cansa√ßo, elas sofriam agress√Ķes verbais e amea√ßas de agress√Ķes f√≠sicas.

A delegada comenta que uma arma apreendida, era usada com esse objetivo pelos pastores investigados.

Uma adolescente de 13 anos foi obrigada pelos pastores a trabalhar como empregada doméstica, na casa dos l√≠deres religiosos. Ainda conforme a pol√≠cia, os pais que tentavam contestar o grupo também eram agredidos e amea√ßados. Durante o cumprimento dos mandados de pris√£o e apreens√£o, a pol√≠cia e vigil√Ęncia sanit√°ria interditaram a igreja que armazenava em um galp√£o pizzas impróprias para o consumo.

As tr√™s pessoas presas: um apóstolo, uma bispa e um pastor, viviam em casas de luxo. Nas resid√™ncias, os policiais apreenderam grande quantidade de dinheiro em espécie, uma arma de fogo e documentos. Conforme a Pol√≠cia Civil, o alto padr√£o de vida era sustentado pelo trabalho escravo. Um bast√£o também foi encontrado. A suspeita é que a arma branca era usada para agredir as crian√ßas que se negavam a trabalhar.

Segundo as investiga√ß√Ķes, os adolescentes também eram mantidos em c√°rcere privado nos fundos da igreja. A reportagem entrou em contato, por telefone, com a igreja administrada pelos investigados que preferiu n√£o se manifestar.

Fonte: BandNews
Comunicar erro
Jornalista Luciana Pombo

© 2021 Blog da Luciana Pombo é do Grupo Ventura Comunicação & Marketing Digital
Avenida Emilio Jhonson, 323 - sala 4. Centro. Almirante Tamandaré - PR. Fonte: (41) 9 9229-1359.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornalista Luciana Pombo