14/08/2019 às 14h55min - Atualizada em 14/08/2019 às 14h55min

Paraná que sofre!

O Paraná deverá ter mais seis rodovias com pedágio. A decisão foi firmada em um acordo assinado essa semana entre o governador Ratinho Junior (PSD) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. De acordo com o documento, além dos pedágios já existentes nos 2,5 mil quilômetros do chamado Anel de Integração (criado pelo ex-governador Jaime Lerner), a União deve leiloar concessões para a cobrança do serviço em mais três estradas estaduais: a PR-092 (Norte Pioneiro), a PR-323 (Noroeste) e a PR-280 (Sudoeste). Além disso, o futuro leilão também deve abranger novos trechos paranaenses de rodovias federais nas BRs 163, 153 e 476. O modelo atual de pedágio termina em 2021. Ao todo, serão licitados pela União 4,1 mil quilômetros de estradas estaduais e federais até 2021. Estado e governo federal vão formar um grupo de trabalho para definir o modelo de concessão. Ratinho Junior garante: o objetivo do Estado é uma “forte” redução no valor das tarifas e a execução de obras de duplicação e implantação de contornos nas principais cidades paranaenses. O ministro Tarcísio de Freitas lembrou que os atuais contratos de concessão de rodovias no Paraná são da década de 1990 e trazem grandes transtornos ao desenvolvimento do Estado . “Hoje, o usuário paga uma tarifa muito alta e não percebe porque está pagando aquele valor”, analisou. “Os brasileiros e paranaenses podem esperar melhores contratos, mais investimentos e tarifas mais baixas”. A União já contratou uma empresa para fazer os levantamentos dos 4,1 mil quilômetros de rodovias que serão concedidas. O custo destes estudos é de R$ 60 milhões. Isso somente de custo para estudo. Pode ou quer mais?
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor governador que o Paraná teve?

41.9%
22.6%
3.2%
9.7%
3.2%
6.5%
3.2%
9.7%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp