Nome

E-Mail

18/08/2020 às 11h19min - Atualizada em 18/08/2020 às 11h19min

ARAUCÁRIA NÃO É UMA ILHA!

Por Genésio Natividade
Foto: Helton Vieira

Araucária é a cidade que escolhemos para viver e prosperar com as nossas famílias. Uma cidade pujante que ostentava em 2017, um PIB (Produto Interno Bruto) per capta de R$ 104,5 mil por habitante e o segundo lugar em arrecadação do Estado do Paraná. Portanto uma cidade próspera com recursos para gerir e fazer muito pelos seus habitantes. Mas ninguém pode afirmar hoje que está às mil maravilhas. Reconhecemos o que foi feito de bom e aplaudimos, mas há muito o que fazer para resolver os enormes problemas do povo.


Araucária não é uma Ilha de prosperidade! As dificuldades econômicas e seu processo de desindustrialização, agravados agora pela crise provocada pela pandemia e o fechamento de empresas têm consequências desastrosas tanto para a arrecadação do munícipio como para aplacar as agruras e necessidades da população.


O desemprego e a precariedade do trabalho crescem em proporções enormes, as dificuldades das micro, pequenas e médias empresas agravam a situação dos outros setores da economia, como o comércio e os serviços. A volta à normalidade nos parece que dependerá não só do sucesso do combate à pandemia, mas de medidas e políticas públicas que possam dar suporte para que a economia volte a prosperar.


Mas é evidente que quem mais sofre com tudo isso é a população. O atendimento de saúde do povo, se já era grave, agora torna-se angustiante em razão da pandemia e exige vultosos investimentos para dar conta das demandas da população. O fortalecimento do SUS, o melhoramento da infraestrutura das unidades de saúde e dos hospitais, a ampliação do número e a valorização dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do atendimento da população e a melhoria da gestão pública é um imperativo imposto pela realidade.


A situação da educação é preocupante, para os milhares de alunos que estudam em casa, isso só é possível para quem dispõe de tecnologia, acompanhamento dos país e da enorme dedicação dos professores. E para quem não têm? – Como ficarão estas crianças e adolescentes? Fala-se em volta às aulas presenciais, mas como garantir o aparelhamento das escolas, como preservar a vida dos alunos, dos país que precisam se deslocar para levar as crianças, dos professores e funcionários das escolas?


É evidente que haverá necessidade de ampliar a capacidade dos serviços públicos e do atendimento da população, principalmente das camadas mais vulneráveis. Mas como fazer isso sem valorizar e dar condições de trabalho para os servidores públicos?


A crise agrava também as já precárias condições de vida da população, principalmente dos bairros e do interior, que precisam de moradia, mobilidade urbana decente, readapção do transporte público. Ali afloram os problemas endêmicos como a falta de creches suficientes para possibilitar as mães e pais irem para o trabalho, os problemas de degradação do meio ambiente, os problemas de segurança agravados pela queda drástica da renda dos que trabalham. O que vemos é a ampliação das desigualdades sociais, a supressão dos direitos, a falta de emprego e renda da população.  


É hora de falar a verdade, e a verdade é o que o povo sente e vive na pele.


Enfrentar tudo isso exige a unidade de todos os setores organizados da sociedade, de todos os homens e mulheres que têm compromisso com a cidade e seus cidadãos, dos partidos, das organizações sociais em  torno de um programa para resolver os problemas da população. Uma obra que não se faz sem o engajamento da sociedade!


É preciso um programa e políticas públicas que unifiquem as forças vivas da comunidade para enfrentar isso tudo, reprogramar o desenvolvimento. A  busca de recursos que possam reordenar a economia, dar perspectiva e reacender a esperança de que é possível construir uma cidade cada vez mais democrática, mais humana e mais justa para com seus munícipes!


Pensamos que para que isso ocorra é necessária uma Nova Alternativa Política e Social Para Araucária!


E as eleições Municipais são o caminho e a oportunidade de tomarmos esta decisão e realizar estes objetivos!

 

Link
Genésio Natividade

Genésio Natividade

Advogado especializado em meio ambiente, previdência e trabalhista. Ex-Procurador do Município de Araucária e ex-secretário de Meio Ambiente.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)

Onde você se informa todos os dias?

48.3%
10.3%
0%
3.4%
0%
3.4%
0%
10.3%
0%
3.4%
0%
3.4%
0%
13.8%
3.4%
Nome

E-Mail

Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp