Vereador é preso em Foz do Iguaçu

Mais um vereador foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Foz do Iguaçu. O vereador Adelar Neumann (DEM), de Marechal Cândido Rondom, foi detido suspeito dos crimes de extorsão, concussão e tráfico de influência.

A prisão ocorreu quando o parlamentar recebia metade do salário (cerca de R$ 2 mil) de um servidor comissionado, que teria sido indicado ao cargo pelo próprio vereador. Neumann ficava com os valores desde agosto do ano passado, sendo o pagamento uma exigência do vereador para que o servidor se mantivesse no cargo.

Nota da Blogueira: Infelizmente a prática é comum em todo o Paraná. Não apenas nas Câmaras Municipais. Muitos colocam as esposas para receber ou chefes de gabinete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *