Vereador de Campo Largo em maus lençóis

O vereador Giovani José Marcon (PSC) foi condenado pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Campo Largo a devolver R$ 23,9 mil dos cofres públicos. Ele responde há dois anos uma ação movida pelo Ministério Público que acusa ele e o médico Marcelo Machado Langer de práticas de desvio e apropriação de dinheiro público. As investigações datam de 2016, quando o vereador era diretor do Centro Médico de Campo Largo e responsável pela supervisão do preenchimento das horas trabalhadas pelos funcionários da unidade.

O MP verificou que o médico, com o aval do diretor, realizava “plantões simultâneos”, batendo o ponto em dois locais de trabalho, no mesmo horário, e recebendo pelo exercício de duas jornadas. Quando foram descobertos, o médico foi afastado e o vereador exonerado. Nos autos, existe a informação de que o médico realizou acordo judicial.

Ainda cabe recurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *