Surpresa: Oficial reformado da PM é executado

O coronel Valdir Copetti Neves, um dos mais operacionais que a Polícia Militar (PM) já teve, foi encontrado morto na tarde dessa segunda-feira, na região rural de Ponta Grossa. O crime aconteceu na região do Botuquara. O corpo estava no interior de um carro. Ele teria recebido seis tiros de calibre 12 e mais oito de .40, todos na cabeça.

Neves foi quem prendeu as chamadas Bruxas de Guaratuba – Celina e Beatriz Abagge, mulher e filha do então prefeito do Município e que foram acusadas e condenadas por supostamente mandar matar uma criança num ritual de magia negra para ter mais poder e fortuna. Elas acusaram o grupo da PM-2 (polícia secreta da PM) de tortura.

Neves foi comandante do Grupo Águia, que chefia um grupo contra roubo de cargas no Paraná e dos policiais do antigo Gerco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), que atuava em investigações junto à CPMI do Narcotráfico. Extinto, o Gerco deu lugar ao atual Gaeco.

Nota da Blogueira: Vejo com a mesma surpresa que vi a execução de Joarez França, o Caboclinho, também em zona rural de município paranaense. Quem mexe de alguma forma com o crime organizado tem que estar sempre atento a emboscadas. Infelizmente… a segurança é artigo de luxo no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *