notícias, política

STJ confirma condenação de Silvio Barros

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros (irmão do deputado federal Ricardo Barros e cunhado da governadora Cida Borghetti), não conseguiu reverter a condenação por improbidade administrativa da época em que ele administrava o Município no noroeste do Paraná. O recurso dele foi negado pela ministra Laurita Vaz, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ele foi condenado a pagar multa de R$ 68 mil por autopromoção com dinheiro público. A condenação foi confirmada pela 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e revista em 2016. Em despacho do último dia 21, publicado no Diário da Justiça esta semana, a presidente do STJ recusou recurso ajuizado em maio.

A denúncia foi feita pelo Ministério Público (MP). O prefeito Silvio Barros teria pago com dinheiro público 300 cartazes com fotografia e dizeres do então prefeito e espalhado nas repartições públicas de Maringá; à época, 2007, os gastos somaram R$ 5,9 mil. Em 2016, a multa corrigida já passava de R$ 68 mil.

Ainda cabem mais recursos.

Tagged , , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *