notícias, política

Simples assim: Veículos de Comunicação poderão fazer Comunicação

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu o que nem deveria ter que discutir. Os ministros liberaram os veículos de comunicação a fazerem sátiras e montagens com candidatos, bem como emitir opiniões favoráveis ou contrárias a políticos durante as eleições. Enfim, a notícia que todos esperávamos, afinal somos jornalistas, mas temos posição.

Prevista numa mudança da lei eleitoral em 2009, a regra já havia sido suspensa pelo próprio STF em 2010, no julgamento de uma ação apresentada pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). Agora, os ministros usaram o bom senso e julgaram a lei no mérito. A maioria considerou que a proibição contraria a Constituição, por ferir a liberdade de expressão.

Palmas para os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin (a quem tenho muito respeito), Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Toffoli, Luis Fux, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

“Entendo que nos dispositivos impugnados está presente o traço marcante da censura prévia, com seu caráter preventivo e abstrato. […] Quem não quer ser criticado, que não quer ser satirizado, fica em casa, não seja candidato”.

(Alexandre de Moraes)

Tagged , , , , , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *