ambiente, meio ambiente, notícias

Sanepar é principal poluidora do rio Iguaçu

A Polícia Federal vai indiciar 30 diretores da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) por diversos crimes, entre eles estelionato, falsidade ideológica e crime ambiental. As denúncias partem da Operação Iguaçu – Água Grande que tem com base nas investigações sobre irregularidades no tratamento de água e esgoto no Estado.

Além da atual gestão da Sanepar, as demais diretorias que atuam na empresa desde 2001 também serão investigadas. A Polícia Federal suspeita que as irregularidades começaram no início da década passada.

De acordo com a PF, não está descartada a possibilidade da investigação envolver os governadores que chefiaram o Poder Executivo desde 2001.

Além dos diretores-gerais, os diretores regionais de 17 estações de tratamento serão indiciados – os de Londrina, Curitiba, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, Apucarana, Arapongas, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Matinhos, Santo Antonio da Platina, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama e União da Vitória.

São, no total, 225 estações de tratamento com irregularidades. A investigação partiu dos altos índices de poluição registrados na bacia do Rio Iguaçu, que corta a Região Metropolitana de Curitiba.

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *