Revólver que seria de Van Gogh vai para leilão

O revólver conhecido como “a arma mais famosa da história da arte” será leiloado amanhã em Paris. A arma Lefaucheux, de calibre de 7 mm, está avaliada entre 40.000 e 60.000 euros (US$ 45 mil e US$ 67 mil). Ela será leiloada pela casa AuctionArt-Rémy Le Fur no Hôtel Drouot. De acordo com a história, ela teria sido usada no suicídio do artista. Van Gogh teria atirado no peito, aos 37 anos, e morreu dois dias depois ao norte de Paris.

Em 27 de julho de 1890, ele teria ido na hospedaria e com a arma do proprietário do estabelecimento teria atirado no peito. O revólver teria caído das mãos de Van Gogh, que, ferido, teria voltado para a pensão, onde morreu dois dias depois. O revólver foi descoberto em 1965 por um agricultor – que a teria entregue bem danificada a Arthur Ravoux, proprietário dessa hospedaria. Desde então, o objeto teria permanecido com a família.

A arma foi apresentada publicamente pela primeira vez em 2012 com a aparição do livro “Aurait-on retrouvé l’arme du suicide?” (“Teria-se encontrado a arma do suicídio?”), o qual narra a história do revólver. Estudos científicos apontam que o revólver permaneceu enterrado por entre 50 e 80 anos, tempo transcorrido até sua descoberta. Em 2016, o museu que leva seu nome em Amsterdã apresentou a arma, na exposição “Nos confins da loucura, a doença de Vincent Van Gogh”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *