Requião propõe a Haddad que dobre valor do salário mínimo

O senador Roberto Requião (PMDB) afirmou ao blog do Esmael que vai propor ao ex-prefeito e candidato à presidência Fernando Haddad (PT) que dobre o valor do salário mínimo. Para Requião, Haddad tem que trabalhar por uma política desenvolvimentista clara para gerar emprego e renda aos brasileiros. “Dobrar o valor do salário mínimo e estimular a economia, a exemplo do New Deal (Novo Acordo) nos Estados Unidos na década de 30”, exemplificou. Pela proposta, que com certeza deveria ter estado mais presente nos debates do primeiro turno, Requião quer que Haddad se comprometa a elevar o mínimo para R$ 2.000,00 (dois mil reais).

Requião falou também sobre outros temas da campanha. “As discussões do ponto de vista moral são ‘fakes’ porque respeito aos gays, salários iguais para homens e mulheres, respeito aos negros, aos indígenas e do meio ambiente são políticas pública. São conquistas e fazem parte do marco civilizatório”, completou ele. O senador e candidato à reeleição derrotado nas urnas quer um discurso mais populista para Haddad. No entanto, esquece que o que o presidenciável não consegue é penetrar na classe média (aonde está Jair Bolsonaro) e tem dificuldades com a classe média e com curso superior (aonde estava Ciro Gomes), pela política exclusivista pregada pelo PT, garantindo como único líder – mesmo preso – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Esquece Requião e Haddad que o povo pode eleger o pior presidente de todos os tempos no Brasil por um só motivo: Lula. E o motivo do País ter sido entregue aos braços dos militares neste momento também se deve apenas a um político: Lula – que não quis baixar a guarda, achou-se acima de todos e da lei e acreditou que Haddad poderia ser o fato novo, a Dilma do presente. Enganou-se.

Lula e o PT saem humilhados. E os brasileiros, arrasados. O povo cansou do pão com mortadela!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *