Professores entram em greve por tempo indeterminado

Professores, pedagogos e funcionários de escolas da rede estadual aprovaram greve por tempo indeterminado a partir do dia 25 de junho. Com a paralisação, aprovada em assembleia, os educadores se somarão a outras categorias de servidores do Paraná que já decidiram suspender o trabalho. O motivo é o reajuste da categoria. No Paraná, os servidores estão há quase quatro anos sem receber a reposição de perdas inflacionárias. As perdas somariam 17%.

As reivindicações dos trabalhadores em educação vão além da exigência do imediato pagamento da data-base. A pauta inclui medidas trabalhistas e educacionais, entre elas garantias dos direitos dos professores temporários, contratados por meio de Processo Seletivo Simplificado (PSS), abertura de concurso público e garantias salariais e de condições de trabalho para funcionários de escolas.

Os pontos de reivindicação incluem ainda defesa de previdência pública, humanização da perícia médica no estado, melhoria do atendimento à saúde dos servidores e concessão de licenças especiais previstas em lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *