Por manifestação pró-Bolsonaro, Atlético-PR é multado em R$ 70 mil pelo STJD

Antes da bola rolar para Atlético-PR e América-MG, no último dia 6 de outubro, na Arena da Baixada, em Curitiba, os jogadores do time da casa entraram em campo com uma camisa amarela escrito: “Vamos todos juntos por amor ao Brasil”. A mensagem fazia alusão ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), que foi o mais votado no dia seguinte e disputará o segundo turno com Fernando Haddad (PT). Por isso, o Clube recebeu multa de R$ 70 mil por ter entrado em campo com outra camiseta, sem autorização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou o caso na tarde desta sexta, no Rio de Janeiro.

Segundo a denúncia da procuradoria do STJD, o clube “enviou oficio para a o Departamento de Competições da CBF às 16h21 solicitando autorização para realizar a ação, mas o artigo 98 do RGC/2018 destaca que as solicitações devem ser enviadas até dois dias úteis antes da partida”. A denúncia destacava ainda que, “menos de duas horas após a solicitação, o clube teve o pedido negado em reposta ao email”.

Nota da Blogueira: Sempre de esquerda, o dirigente atleticano admitiu a arrogância que tem para se mostrar ditador na prática, fascista no costume e direita de fato. Aliás, como todos que têm cérebro menos privilegiado. Valeram as discussões sobre ser ou não ateu. Mostrou que o modismo é o seu bem maior. E a mediocridade seu estigma de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *