Pesquisa confirma: desaprovação de Bolsonaro só cresce

Uma pesquisa sem cunho eleitoral e feita por telefone do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) detectou aumento da desaprovação ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) entre os meses de fevereiro e março. Os eleitores que consideram o governo ruim ou péssimo subiu de 17% para 24%, enquanto a que avalia a gestão como boa ou ótima passou de 40% para 37%. Se considerada a avaliação regular, Bolsonaro tem 32%. Portanto, os brasileiros que acreditam que o governo Bolsonaro seja regular, ruim ou péssimo já são maioria da população: 56%.

O Ipespe fez mil entrevistas por telefone, em todo o país, entre os dias 11 e 13 de março. A margem de erro é de três pontos percentuais. Desde janeiro, quando Bolsonaro assumiu o Palácio do Planalto, a taxa dos que esperam que o governo chegue ao final como ótimo ou bom passou de 63% (em janeiro) para 60% (em fevereiro), e agora chegou a 54%. Já a expectativa de ruim e péssimo, que era de 15% em janeiro, se manteve neste patamar no mês passado e subiu para 20% em março. A de regular era de 19% em janeiro, 20% em fevereiro e 19 neste mês.

Deputados – Os entrevistados foram convidados a avaliar também o Congresso Nacional. Para 37%, o desempenho do conjunto dos deputados e senadores é ruim ou péssimo. Outros 18% o veem como bom ou ótimo.

Nota da Blogueira – Se a mesma pesquisa avaliasse o vice-presidente, general Mourão, teria sensação contrária. Não vi dados, mas tenho certeza que a aprovação dele só tem crescido. O general se mostra inteligente e sensato em grande parte das avaliações desastrosas de Bolsonaro. É um candidato forte a se firmar como político e até presidente da República. Esperar para ver.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *