Parente de governador na cadeia!

Não é a primeira vez que verso sobre o primo do governador Beto Richa, Luiz Abi. Ele já foi tema de outras reportagens. Mas esta, agora, é especial. Abi acaba de ser preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) sob a acusação de formação de quadrilha e extorsão. A suspeita é que ele tenha comandado um esquema que causou prejuízo de R$ 500 milhões à Receita Estadual do Paraná.
Pode?
Um dos casos mais evidentes foi a participação dele num esquema de fraude em licitação no valor de R$ 1,5 milhão para o conserto de veículos do governo do Estado. Possivelmente ouviremos que o primo governador não sabia de nada e que o parentesco entre os dois era distante e que ele não era funcionário do Estado. No entanto, essa pode ser a ponta do iceberg que mostrará como o Paraná entrou na “bancarrota”. 
Abi foi preso na segunda-feira em Curitiba por determinação da 3ª Vara Criminal de Londrina.
O vice-líder da oposição, deputado Requião Filho (PMDB), disse hoje em plenário que Abi é visto no meio político paranaense como uma das poucas pessoas com “autorização para falar pelo governador” e uma espécie de “consiglieri” de Richa. “Os registros da imprensa não deixam mentir que Luiz Abi é uma figura muito importante e com ligações políticas muito fortes com o governador.” Requião questionou também se Abi não seria o “braço político” do esquema de corrupção envolvendo auditores da Receita Estadual em Londrina, que pode ter causado prejuízo de R$ 500 milhões aos cofres do Paraná.
Tem coisas neste Estado que até o diabo duvida…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *