notícias

Paraná é destaque no Ranking da Universalização do Saneamento

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) divulgou o ranking da universalização do saneamento no Brasil. Curitiba e Maringá foram premiadas na categoria Rumo à Universalização. Outras dez cidades paranaenses ficaram enquadradas na categoria compromisso com a universalização: Almirante Tamandaré, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa, Umuarama, Pinhais, Piraquara, Araucária, São José dos Pinhais e Toledo.

O ranking utiliza dados do Sistema Nacional de Informações em Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades, e cruza estes dados com as informações disponíveis sobre as doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado (DRSAI).  O estudo classificou as cidades em três categorias: rumo à universalização; compromisso com a universalização; e primeiros passos para a universalização. Apenas 6% dos municípios avaliados se enquadram na categoria “rumo à universalização”. Outras 18% estão enquadrados em “compromisso com a universalização”; e a maioria, ou seja, 76% dos municípios foram enquadrados na categoria “primeiros passos para a universalização”.

Em novembro, representantes da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) apresentaram o plano de investimentos para Almirante Tamandaré entre 2018 e 2020, no auditório do Centro da Juventude (CJ). A empresa tem contrato vigente com o Município até 17 de abril de 2036. Atualmente, a empresa abastece uma população de 136 mil pessoas com água e 56,7 mil com esgoto (47% da população urbana). De acordo com Paulo Marini, gerente regional da Sanepar, os investimentos em rede de distribuição de água, adutoras e anéis de distribuição chegarão a R$ 17 milhões nos próximos três anos. Para se ter uma ideia, entre 1973 e 2015, foram investidos R$ 53,7 milhões.

Em esgoto sanitário, estão sendo concluídas algumas obras. Na região do Campina do Arruda foram realizadas mil ligações de esgoto. Em Tranqueira, a estação elevatória de esgoto está recebendo investimentos como a linha de recalques, conduto e rede coletora de esgoto num total de R$ 5,1 milhões. Já estão em processo licitatório, segundo a Sanepar, as obras para esgoto na região do São João Batista e Areias e do Monte Santo. Investimentos de quase R$ 6 milhões. Outras obras já foram licitadas e a execução estão previstas para este ano, caso dos 62 quilômetros de rede de esgoto na região do Campina do Arruda, Humaitá e Colônia São Venâncio, num valor de R$ 10,8 milhões.

Tagged , , , , ,

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *