adversário, atleta, campina grande do sul, campo, futebol, jogador, morte, pm, policial militar

No futebol: PM teria matado adversário dos gramados por intolerância

Um policial militar é apontado como o principal suspeito pelo assassinato de um homem de 28 anos, durante um jogo de futebol no município de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O motivo é torpe. De acordo com as testemunhas, a vítima teria sido expulsa da partida e resolveu se aproximar do campo para passar instruções para os colegas. No entanto, o policial militar – que estava de folga vendo o jogo com a família – teria abordado o atleta e dado voz de prisão. Em seguida, teria dado dois tiros contra o jogador de futebol amador.

Mas a versão que consta no Boletim de Ocorrência (B.O.) é bem diferente. O policial relatou que o jogador teria ficado agressivo após a expulsão e portava uma arma. Ele teria ameaçado os jogadores do outro time. Quando foi abordado, ele teria sacado um revólver calibre 38 e teria se negado a soltar a arma. Por isso, o PM teria atirado contra ele.

O PM foi do jogo para a delegacia ao som do brado dos populares que o chamavam de covarde! Ele prestou depoimento, disse que agiu em legítima defesa e foi liberado. O delegado responsável pelo inquérito é Messias da Rosa – que até começo deste ano atuava em Matinhos, no litoral paranaense. Tanto a arma do policial quanto a outra que foi recolhida com ele serão periciadas.


O policial, que tem cinco anos de corporação, foi afastado das funções operacionais até o término do procedimento administrativo. 

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *