Ninguém tem moral! Senado é comprometido para votar impeachment de Dilma

O julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) começou tenso no Senado. O julgamento chegou a ser supenso por alguns instantes a pedido do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski. A confusão começou quando a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) afirmou que nenhum senador tem condições morais para julgar o afastamento permanente de Dilma. Sem julgamento de valores até mesmo de Gleisi, mas a frase foi feliz e absolutamente verdadeira.


“Aqui não tem ninguém com condições para julgar ninguém. Qual a moral do Senado para julgar uma presidente da República?”, disse a senadora. A declaração foi interrompida pela manifestação indignada de senadores como Ronaldo Caiado (DEM-GO). Algumas verdades chegaram a doer. Gleisi atacou Caiado – que tem representado há anos a UDR (União Democrática Ruralista) – dizendo que ele apoia o trabalho escravo.

A senadora ainda afirmou que o “circo” do Senado foi armado para proteger integrantes do governo citados em delações da Lava Jato. E, sinceramente, disso não tenho dúvidas!


E dá-lhe circo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *