MP pede que Ribas Carli responda crime em regime fechado

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) recorreu da decisão da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ) e pediu que o ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho comece a cumprir pena em regime fechado. Ele foi condenado em júri popular, em fevereiro de 2018, por duplo homicídio com dolo eventual. A pena foi de nove anos e quatro meses de prisão. Ele foi condenado por dirigir alcoolizado e causar as mortes de Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida em um acidente de trânsito, em 2009.

Em recurso, no mês passado, os desembargadores confirmaram a pena de Carli Filho em sete anos, quatro meses e 20 dias de prisão em regime semiaberto. Desde a condenação, o ex-deputado aguarda em liberdade. Nos embargos de declaração, o MP – além de pedir a fixação do início do cumprimento de pena no regime fechado – requereu avaliação de uma série de pontos considerados omissos tanto na sentença de primeiro grau quanto no acórdão do TJ. O advogado da família Yared e assistente de acusação, Elias Mattar Assad, informou que vai acompanhar e apoiar os recursos interpostos pelo MP a fim de reverter a decisão e obter o início de pena em regime fechado.

Com informações e arte do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *