Moro determina bloqueio de R$ 50 milhões de ex-chefe de gabinete de Beto Richa

O juiz federal Sérgio Moro determinou o bloqueio de R$ 50 milhões de Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete e braço direito do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB). Os dois foram alvos da 53ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta semana, que investiga esquema de contratos licitatórios com a Odebrecht para a duplicação da rodovia PR-323.

O bloqueio determinado pelo juiz Sérgio Moro atende ao pedido do Ministério Público Federal (MPF) e alcança também o empresário Jorge Theodócio Atherino, apontado como operador de propinas de Beto Richa, e da esposa do empresário, Flora Leite.

O ex-governador do Paraná e candidato a senador pelo PSDB foi preso, juntamente à sua esposa Fernanda Richa e ex-secretária da Família e Desenvolvimento Social, em decorrência da operação, do Ministério Público do Paraná, que apura desvios de recursos em programa de recuperação de estradas rurais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *