ambiente, jornal A Verdade, meio ambiente, pontal do paraná, Reportagens

Morador de Pontal cuida de rios em Ipanema

Todos os dias, uma mesma rotina. Mario José Bortolini, de pouco mais de 80 anos, não tem descanso. Sozinho, ele entra nos rios que cortam suas propriedades em Ipanema e os conserva limpos. A reportagem do jornal A Verdade flagrou o momento em que Bortolini cuidava do rio no meio de uma tarde do mês de dezembro. Com um facão nas mãos, ele entrou rio abaixo e acima e mostrou que é preciso que a comunidade “coloque a mão na massa” para inverter a atual situação de descaso e de abandono dos rios em Pontal do Paraná.


A rotina não começou agora. Ela é antiga. Graziele Alves de Abreu, de 26 anos, ajuda Bortolini a cuidar da esposa – que tem Alzheimer. Desde os 6 anos, ela mora com o casal e aprendeu a admirar o trabalho de Bortolini. “Ele faz a parte dele porque ninguém limpa. Ele não faz só isso. Ele limpa a rua aqui por perto e colocou sozinho placas em todas as ruas próximas avisando as pessoas para que não joguem lixo na região. Ele respeita e ama a natureza e quer que todo Mundo cumpra seu papel para viver harmoniosamente com o que Deus criou”, contou ela. Graziele sabe bem a devoção que Bortolini tem a Deus. Tanto que fez uma capela na propriedade onde mora, de frente para a praia.


“O que falta aqui é uma campanha de conscientização. Cada vez que o Seo Mario limpa o rio, ele volta com pedaços grandes de árvore, colchões, madeira. Tudo fica dentro do rio. Todo dia tem lixo. Ele fica doido com o povo, mas não perde o ânimo, está sempre pronto para ajudar e fazer a diferença”, salientou. Não tem centímetro de terra nos 27 alqueires de Bortolini que não esteja bem cuidado. É só olhar para saber onde começa e onde termina cada pedaço de sua propriedade. “A gente tem que limpar esse rio. Mas a Prefeitura e os vereadores precisavam olhar para isto aqui. Tem esgoto caindo direto no rio, tem casas que estão sendo construídas todos os dias dentro do rio. Não é possível que a gente mate todo o dia a natureza dessa forma! É preciso que haja mais diálogo entre o Município e o povo!”, criticou ele.


Morador há 24 anos de Pontal do Paraná (antes Paranaguá), Bortolini sonha ainda em fazer parques de lazer para crianças dentro da sua propriedade. “Meu trabalho é um trabalho de amor por Pontal”, desabafou.

About Luciana Pombo

Jornalista, teóloga, professora, amante do futebol, da poesia, da política, das coisas da vida! Com diversas premiações e moções parlamentares. Entre as principais premiações: Escritores da Liberdade, Top Master Estadual em Jornalismo, Fera Honorária (pela luta em prol da repressão ao uso de drogas e prevenção), Amiga da Criança, Dia do Radialista expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Dia da Mulher expedido pela Câmara Municipal de Curitiba, Diploma de Mérito Social.
View all posts by Luciana Pombo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *