Ministro cancela evento no Centro de Curitiba

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Partido Novo), cancelou a participação dele no lançamento do Programa Lixão Zero, na Boca Maldita, no Centro de Curitiba. O motivo seria o grande número de manifestantes que tomou conta do Calçadão da XV de Novembro para protestarem contra a política ambiental adotada pelo governo Jair Bolsonaro (PSL). Com apitos e cartazes com as inscrições “Não ao retrocesso ambiental”, “Salles, Brazil is not for Sale”, ativistas ambientais estavam esperando o ministro desde cedo.

No entanto, ele não compareceu a solenidade de assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre o Ministério do Meio Ambiente e a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), para a elaboração do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Planares). A capital paranaense teria sido escolhida para o lançamento “por ser referência na gestão de resíduos sólidos”, por ter trocado os lixões por aterros em 1989, enquanto a Política Nacional de Resíduos Sólidos é de 2010. Aliás, parte da boa herança deixada pelo melhor prefeito que Curitiba já teve: Jaime Lerner.

Protestos – Um dos motivos do protesto foi o corte de 24% no orçamento anual previsto para o Ibama (Instituto Brasileiro de Recursos Hídricos e Meio Ambiente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *