Menina que foi torturada em 2000 diz que orações foram excelentes para sua vida

Até hoje tenho sido alvo de fantasmas de matérias que escrevo em meu blog, ou que escrevia. Alguns são terríveis, são ameaçadores. Outros são compensadores…

De todos os casos que cobri em minha vida, o que mais me deixou abalada foi a tortura sofrida por uma menina de três anos pelo assaltante Marcelo Borelli, entre os dias 21 de julho e 15 de outubro de 2000. A menina é filha de Zenice Roberto Pires, que não tinha conhecimento dos requintes de crueldade que eram aplicados contra a pobre garota.

Pois bem. A moça existe e está bem. Em contato feito recentemente, ela revelou que não sabia das torturas que sofreu até um ano atrás, quando viu vídeos na Internet e leu matérias sobre o tema. Uma das matérias foi escrita por mim. Agradeceu as inúmeras orações que recebeu de leitores do meu antigo blog e disse que as orações deram certo porque se sentia livre de muitos problemas que poderiam ter ocorrido. E realmente poderiam…

Hoje, a moça mora em Londrina e convive com lembranças remotas. “Você pediu oração por mim no ano passado e te agradeço. Adiantou muito, me ajudou. Eu fiquei sabendo da minha história faz uns meses, vi o vídeo e li o processo. Horrível. Queria te pedir mais uma coisa: se você puder escrever no seu blog q eu peço a todos que não julguem minha mãe e nem falem mal dela, porque apesar de tudo ela é minha mãe e eu a amo”.

Prometi que iria dizer isto publicamente: ela hoje precisa de oração e sua família de apoio. Jamais o contrário.

Processo – Segundo o processo, o pai da menina torturada era inimigo de Marcelo Borelli – que teria planejado as torturas e as filmagens no intuito de agredir o inimigo, que ele desconfiava que tinha feito a denúncia para a polícia de que ele teria sido o mandante do assalto a Proforte de Londrina. Nos dias em que as torturas foram feitas e gravadas, a tia de Marcelo, Maria Hilda de Carvalho, teria levado Zenice para uma viagem a Foz do Iguaçu onde resolveriam problemas de Borelli. A menina teria sido deixada em casa com Borelli e Maria Cristina Pereira Marques (companheira de Maria Hilda e supostamente responsável pelas gravações).

A menina foi submetida a toda sorte de torturas físicas e psicológicas que envolveram desde choques e afogamentos até espancamentos e enforcamentos. A garota chegou a desmaiar e entrar em coma algumas vezes durante as torturas – fato que teria sido comprovado com exames anexados ao processo. Borelli foi condenado a cumprir 172 anos de prisão e conseguiu depois reduzir a pena para 22 anos. Morreu com AIDS na prisão.

Maria Cristina foi condenada a cumprir 74 anos e dez meses de prisão em regime fechado e Maria Hilda, 22 anos e nove meses na primeira instância. A nova decisão, respaldada pelo TJ, prevê que Maria Cristina cumprisse pena de 16 anos, quatro meses e vinte dias e que Maria Hilda ficasse presa por 27 anos e 11 meses.

188 Comments

  1. vanessa 4 de junho de 2015 Reply
  2. Gisele 30 de maio de 2015 Reply
    • Luciana Pombo 1 de junho de 2015 Reply
  3. Newton Paiva Mota 28 de maio de 2015 Reply
    • Luciana Pombo 29 de maio de 2015 Reply
  4. Yasmin 27 de maio de 2015 Reply
  5. Adriana 23 de fevereiro de 2015 Reply
  6. marly 10 de fevereiro de 2015 Reply
    • Luciana Pombo 15 de fevereiro de 2015 Reply
  7. marly 10 de fevereiro de 2015 Reply
  8. Luciana Pombo 15 de dezembro de 2014 Reply
  9. Newton Paiva Mota 8 de outubro de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 9 de outubro de 2014 Reply
      • milena 24 de outubro de 2014 Reply
  10. Yasmin 7 de outubro de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 8 de outubro de 2014 Reply
      • Yasmin 8 de outubro de 2014 Reply
    • Milena 9 de dezembro de 2014 Reply
  11. Yasmin 6 de outubro de 2014 Reply
  12. sonia sales 4 de outubro de 2014 Reply
  13. luciana 23 de setembro de 2014 Reply
  14. Caroline 19 de setembro de 2014 Reply
  15. Vitor Marcelo 17 de setembro de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 8 de outubro de 2014 Reply
  16. elisangela Seabra 18 de agosto de 2014 Reply
  17. Policial 7 de agosto de 2014 Reply
  18. Pr Haroldo 7 de agosto de 2014 Reply
    • maria luiza pires domingues 1 de outubro de 2014 Reply
      • ANA CARLA 19 de novembro de 2014 Reply
      • Debora da silva pereira 20 de novembro de 2014 Reply
      • agnes 4 de dezembro de 2014 Reply
      • vanessa 4 de junho de 2015 Reply
  19. LEANDRO 30 de junho de 2014 Reply
  20. Erika Coelho 29 de junho de 2014 Reply
    • Yasmin 1 de julho de 2014 Reply
    • Yasmin 1 de julho de 2014 Reply
  21. fernanda 15 de junho de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 15 de junho de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 15 de junho de 2014 Reply
    • Erika Coelho 29 de junho de 2014 Reply
      • Yasmin 1 de julho de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 15 de junho de 2014 Reply
      • taynara 12 de janeiro de 2015 Reply
        • Luciana Pombo 28 de janeiro de 2015 Reply
      • vanessa 4 de junho de 2015 Reply
  22. LEANDRO 5 de junho de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 5 de junho de 2014 Reply
  23. fabianada oliveira santos 31 de maio de 2014 Reply
  24. jaiany mafra 21 de maio de 2014 Reply
  25. jaiany 21 de maio de 2014 Reply
  26. jaiany 21 de maio de 2014 Reply
  27. Yasmin 21 de maio de 2014 Reply
    • Yasmin 22 de maio de 2014 Reply
    • maria luiza pires domingues 1 de outubro de 2014 Reply
      • Yasmin 7 de outubro de 2014 Reply
      • luciana fernanda da silva 9 de outubro de 2014 Reply
      • Márcia Gonçalves da Silva 15 de novembro de 2014 Reply
  28. Bruna 18 de maio de 2014 Reply
  29. lleonsantos 14 de maio de 2014 Reply
  30. aline 12 de maio de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 13 de maio de 2014 Reply
  31. GUILHERME 2 de maio de 2014 Reply
  32. Carla 27 de abril de 2014 Reply
  33. Newton Paiva 26 de abril de 2014 Reply
    • Luciana Pombo 28 de abril de 2014 Reply
      • Newton Paiva 28 de abril de 2014 Reply
        • Luciana Pombo 28 de abril de 2014 Reply
          • Newton Paiva 28 de abril de 2014 Reply
  34. Dickson 24 de abril de 2014 Reply

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *