Justiça nega habeas corpus a secretário de Beto Richa

A Justiça Federal de Curitiba negou novo pedido de habeas corpus ao braço direito do ex-governador Beto Richa (PSDB), Deonilson Roldo – ex-secretário de Estado da Comunicação Social e ex-chefe de Gabinete do tucano. A justiça também negativou o pedido do empresário Jorge Atherino. Os dois foram presos na Operação Piloto, 53ª fase da Lava Jato, que investiga o pagamento de propina ao grupo político de Beto em troca do favorecimento da empreiteira Odebrecht em uma licitação para obras de duplicação da PR 323, entre os municípios de Francisco Alves e Maringá (região Norte), em 2014.

A justiça aponta provas de lançamentos de R$ 3,5 milhões na contabilidade paralela da Odebrecht ao esquema, que teria Deonilson e Atherino como operadores. Na planilha do sistema de “caixa dois” da empreiteira consta o codinome de “Piloto“, que segundo as investigações, se referia a Beto Richa – que participa de provas automobilísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *